1/12/20
 
 
Principais televisões dos EUA cortaram discurso e desmentiram Trump

Principais televisões dos EUA cortaram discurso e desmentiram Trump

AFP Jornal i 06/11/2020 10:25

Biden já passou à frente de Trump na Geórgia. O mundo continua sem saber quem será o próximo Presidente dos EUA, mas os democratas estão mesmo quase a bater à porta da Casa Branca.

A transmissão do discurso de Donald Trump, esta quinta-feira, à noite foi cortada por algumas das principais estações de televisão norte-americanas. Outras como a Fox News, tida como referência informativa pelo Partido Republicano, desmentiram as alegações de fraude proferidas pelo ainda Presidente.

"Não vimos nada que constitua fraude ou abuso do sistema", disse o correspondente da Casa Branca para a Fox News, John Roberts, em direto.

Já as três principais estações de sinal aberto, a NBC, a ABC e a CBS, cortaram e desmentiram as palavras de Trump, que durante cerca de vinte minutos repetiu múltiplas vezes as acusações de fraude eleitoral.

"Temos de interromper Trump porque o Presidente fez uma série de afirmações falsas", disse o jornalista Lester Holt, apresentador do NBC Nightly News, um dos três programas de notícias mais seguidos na televisão em sinal aberto.

"Que noite triste para os Estados Unidos", foi a frase repetida, com ligeiras variações, nos canais pagos de notícias CNN e MSNBC.

Trump "está a tentar atacar a democracia com uma série de falsidades. Mentira após mentira após mentira", lamentou o apresentador Jake Tapper.

Entretanto, o mundo continua sem saber quem será o Presidente dos EUA, embora Joe Biden esteja cada vez mais perto da Casa Branca, na Geórgia, estado habitualmente republicano, já passou mesmo à frente.

Ler Mais


Especiais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×