21/6/21
 
 
Polícia detem cerca de 40 protestantes que se manifestavam contra Lukashenko

Polícia detem cerca de 40 protestantes que se manifestavam contra Lukashenko

AFP Jornal i 01/11/2020 15:47

Durante o percurso, numa rua da zona nordeste de Minsk, a polícia antimotim lançou granadas de atordoamento e disparou tiros para o ar.

A polícia bielorrussa disparou tiros para o ar e deteve várias pessoas que participavam numa nova manifestação em Minsk contra o Presidente Alexander Lukashenko, que reuniu cerca de 10.000 pessoas.

Com bandeiras vermelhas e brancas nas mãos, os manifestantes dirigiam-se para um bosque dos arredores da capital onde, durante a repressão estalinista, milhares de pessoas foram executadas.

Durante o percurso, numa rua da zona nordeste de Minsk, a polícia antimotim lançou granadas de atordoamento e disparou tiros para o ar, segundo um jornalista da France-Press no local.

Uma porta-voz do Ministério do Interior, Olga Tshemodanova, confirmou à agência que foram feitas detenções, sem avançar números.

Segundo a organização não-governamental Viasna, cerca de 40 pessoas tinham sido detidas até meio da tarde.

"Vai-te embora, tu e os teus polícias antimotim!", gritaram manifestantes dirigindo-se a Lukashenko.

Desde que foi reeleito, a 09 de agosto, num escrutínio contestado como fraudulento pela oposição, Alexander Lukashenko, no poder há 26 anos, enfrenta um amplo movimento de contestação que reúne semanalmente dezenas de milhares de manifestantes, apesar da repressão policial e de milhares de detenções.

Três meses depois, a situação está num impasse, com o Presidente a recusar abandonar o poder.

 

Ler Mais


Especiais em Destaque

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×