1/12/20
 
 
Quase 100 pessoas foram internadas devido à covid-19 nas últimas 24 horas

Quase 100 pessoas foram internadas devido à covid-19 nas últimas 24 horas

Jornal i 26/10/2020 15:44

Mais 98 camas do SNS estão ocupadas com doentes covid-19. Ao todo, estão hospitalizados 1.672 infetados, dos quais 240 encontram-se nos cuidados intensivos. O número de casos ativos é também o mais alto desde o início da pandemia.

A Direção-geral da Saúde (DGS) revelou, no boletim divulgado esta segunda-feira, que foram confirmados mais 2.447 diagnósticos positivos de covid-19, aumentando para 121.133, o total de infeções registadas desde o início da pandemia no país.

O novo balanço dá ainda conta de que morreram 27 pessoas devido à doença nas últimas 24 horas, 16 homens e 11 mulheres, a maioria (15) tem 80 ou mais anos, nove estão na faixa etária dos 70 anos, dois na casa dos 60, e há ainda uma vítima mortal entre os 50 e os 59 anos. Dos 27 óbitos, 13 ocorreram em Lisboa e Vale do Tejo, oito no Norte, cinco no Centro e um no Alentejo. No total já morreram 2.343 pessoas devido à covid-19 em Portugal.

A região do Norte continua a ser a região com maior número de novos casos com 1.633 contágios nas últimas 24 horas, seguindo-se a Grande Lisboa com mais 580 infetados, o Centro com 167, o Algarve com 27 e o Alentejo com 24. A Madeira confirmou mais onze diagnósticos de covid-19 e os Açores mais cinco.

Ao nível dos concelhos é o de Lisboa aquele que soma mais infeções, com 9.202 casos, segue-se Sintra com 7.454, Loures com 4.164, Amadora com 3.722, Vila Nova de Gaia com 3.246, Porto com 3.508, Cascais com 3.054, Odivelas com 2.888, Matosinhos com 2.426, Oeiras com 2.334, Vila Franca de Xira com 2.185, Guimarães com 2.168 e Braga com 2.049.

Destaque ainda, no boletim de hoje, para o crescimento do número de internados que continua a disparar. Atualmente, estão hospitalizadas 1.672 pessoas com covid-19, 98 das quais foram internadas nas últimas 24 horas. Nos cuidados intensivos encontram-se 240, mais dez do que no balanço anterior.

O total de recuperados é agora de 69.956, mais 1.079 do que ontem.

As autoridades de Saúde têm 59.631 contactos em vigilância e há 48.834 casos ativos no país, o número mais alto desde o início da pandemia.

Consulte o boletim na íntegra

Ler Mais


Especiais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×