1/12/20
 
 
Transtejo suspende ligação fluvial entre Seixal e Lisboa a partir segunda-feira

Transtejo suspende ligação fluvial entre Seixal e Lisboa a partir segunda-feira

Dreamstime Jornal i 22/10/2020 20:31

Mas não se preocupe: vai haver transporte rodoviário assegurado de e para Lisboa

A ligação fluvial entre Seixal e Lisboa vai ser suspensa a partir de segunda-feira, durante 45 dias, informou a Transtejo esta quinta-feira, em comunicado.

“A partir de segunda-feira, 26 de outubro, o transporte fluvial de passageiros do Seixal-Cais do Sodré-Seixal, é alterado por necessidade de intervenção marítima no Terminal Fluvial do Seixal”, anunciou a empresa.

Em causa estão obras de melhoramento avaliadas em 425 mil euros que abrangem uma área total de 450 metros quadrados, destinadas à dragagem, novas estacas, substituição do pontão de embarque e desembarque para “garantir a continuidade e melhoria de prestação do serviço público de transporte fluvial de passageiros”.

Assim, explica a Transtejo, esta intervenção “não é compatível com a operação fluvial, pelo que a empresa é forçada a suspender a atracação” por 45 dias.

Mas se utilizava o barco diariamente para se deslocar não tem de se preocupar: a oferta de transporte de e para Lisboa vai continuar a ser assegurada com um “serviço especial de transporte em autocarro” entre o terminal do Seixal e o de Cacilhas, em Almada.

“Esta alteração visa minimizar o impacto da obra no dia-a-dia dos cerca de 2.400 passageiros que, atualmente, usam diariamente a ligação fluvial Seixal – Cais do Sodré, a bordo dos catamarãs Transtejo e Soflusa”, explicou a empresa.

Durante os dias úteis, os autocarros vão estar disponíveis das 6h00 às 23h30 e devem passar de 20 a 20 minutos. Aos sábados vão circular entre as 7h00 e as 22h00 e aos domingos e feriados entre as 8h00 e as 2h00, com a diferença de uma hora.

O título de transporte utilizado na ligação fluvial entre o Seixal e Lisboa passa a estar também válido nas ligações rodoviárias e em todos os terminais fluviais da Transtejo (Almada e Montijo) e da Soflusa, que assegura o transporte fluvial do Barreiro para Lisboa e vice-versa.

“A Transtejo Soflusa lamenta os inconvenientes causados por esta alteração de serviço e agradece a compreensão dos seus clientes”, disse a empresa no comunicado, que assegura as ligações fluviais entre o Seixal, Montijo, Cacilhas e Trafaria/Porto Brandão, no distrito de Setúbal, e Lisboa.

Ler Mais


Especiais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×