25/11/20
 
 
Bancos. Menos 13 mil trabalhadores e 2 mil agências em 10 anos

Bancos. Menos 13 mil trabalhadores e 2 mil agências em 10 anos

Jornal i 22/10/2020 13:50

Comparando com outros países europeus, o peso do setor bancário no total do emprego é inferior em Portugal, o que também traduz “a menor dimensão do setor na economia portuguesa”.

Os bancos que operam em Portugal reduziram quase 13 mil trabalhadores e fecharam mais de dois mil balcões entre 2009 e 2019, segundo a atualização das séries longas do sistema bancário português do Banco de Portugal.

Em 2019 havia 45 884 trabalhadores na atividade doméstica dos bancos que operam em Portugal, menos 12.945 do que os 58 829 existentes em 2009. De acordo os mesmos dados, 2019 é o ano com menos trabalhadores bancários desde o início da série, em 1990. Já o valor mais alto foi atingido em 1994 com 61 512 nos bancos em Portugal.

Em termos de agências, os bancos tinham 4013 em 2019, menos 2385 do que as 6398 que existiam em 2009. Ainda assim, os 4013 balcões existentes em 2019 representavam o valor mais baixo desde 1994 (ano em que havia 3595). O maior número de balcões foi atingido em 2010 com 6453 balcões em Portugal.

Segundo o boletim das séries longas do sistema bancário português 1990-2018 (ainda sem os dados de 2019, hoje divulgados), depois do expressivo crescimento do emprego no setor bancário na década de 1990, este tem vindo a diminuir e sobretudo nos últimos anos.

Comparando com outros países europeus, refere o boletim do Banco de Portugal, o peso do setor bancário no total do emprego é inferior em Portugal, o que também traduz “a menor dimensão do setor na economia portuguesa”.

Ler Mais


Especiais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×