28/11/20
 
 
Nove anos de prisão para mãe que abandonou recém-nascido em ecoponto em Lisboa

Nove anos de prisão para mãe que abandonou recém-nascido em ecoponto em Lisboa

Jornal i 21/10/2020 13:02

Tribunal considerou que a jovem agiu de forma premeditada de modo a que o bebé morresse.

A mãe que abandonou o filho, recém-nascido, num caixote do lixo, em novembro de 2019, na zona de Santa Apolónia em Lisboa, foi condenada a nove anos de prisão por homicídio na forma tentada.

O coletivo de juízes deu como provado que Sara Furtado, de 22 anos, à data sem-abrigo, tinha intenção de que o filho morresse ao tê-lo deixado no lixo.

Durante o julgamento, a arguida alegou que tinha deixado o recém-nascido no ecoponto para que este fosse encontrado, justificando o ato com a "vergonha" e o "medo" de ter um filho na rua

Sublinhe-se que o bebé só seria encontrado 37 horas depois, ainda com o cordão umbilical e em estado de hipotermia.

A decisão do tribunal, conhecida esta quarta-feira, é ainda passível de recurso.

Ler Mais


Especiais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×