20/10/20
 
 
Nagorno-Karabakh. Azerbaijão acusa Arménia de quebrar novo cessar-fogo

Nagorno-Karabakh. Azerbaijão acusa Arménia de quebrar novo cessar-fogo

Jornal i 18/10/2020 16:56

Algumas horas antes, a Arménia também tinha acusado o Azerbaijão de bombardear a região, violando a "trégua humanitária" que tinha acabado de entrar em vigor em Nagorno-Karabakh.

O Azerbaijão acusou este domingo o exército arménio de também ter violado o novo acordo de cessar-fogo em Nagorno-Karabakh, horas depois da sua entrada em vigor.

Arménia e Azerbaijão tinham chegado a um acordo: às 00:00 de hoje iniciava-se uma "trégua humanitária" no conflito sobre Nagorno-Karabakh.

"Apesar da trégua anunciada, as forças armadas arménias violaram abertamente o novo acordo", afirmou o Ministério da Defesa do Azerbaijão, em comunicado citado pela agência de notícias France-Presse, denunciando o fogo de artilharia inimiga e ataques ao longo da linha da frente.

Algumas horas antes, a Arménia também tinha acusado o Azerbaijão de bombardear a região, violando a "trégua humanitária" que tinha acabado de entrar em vigor em Nagorno-Karabakh.

"O inimigo disparou artilharia na direção Norte entre as 00:04 e as 02:45 [21:04 e 23:45 de sábado em Lisboa] e lançou foguetes em direção ao Sul entre as 02:20 e as 02:45 [23:20 e 23:45 de sábado em Lisboa]", escreveu na rede social Twitter a porta-voz do Ministério da Defesa arménio, Shushan Stepanyan.

Nagorno-Karabakh pertence ao Azerbaijão, mas está sob o controlo de forças étnicas apoiadas pela Arménia, alimentando um conflito que dura há várias décadas e que se agravou em 27 de setembro.

 

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×