20/10/20
 
 
Ronaldo nega ter infringido lei ao viajar infetado para Turim

Ronaldo nega ter infringido lei ao viajar infetado para Turim

jornal i 16/10/2020 16:42

O jogador falou ainda sobre a doença e disse estar assintomático. 

Depois de ter testado positivo à covid-19, Cristiano Ronaldo tornou-se um dos assuntos mais polémicos da semana. E decidiu esclarecer algumas das questões dos seus seguidores, esta sexta-feira, durante um direto na sua conta oficial de Instagram, enquanto cumpre quarentena em Turim, Itália.

O português decidiu falar da polémica sobre se terá infringido, ou não, alguma lei ao mudar-se para Turim depois de ter testado positivo à covid-19, 48 horas antes.O jogador afirma que todas as decisões foram tomadas em conjunto com a sua equipa e que nada foi ilegal.“Não infringi nenhuma lei. É tudo mentira. Eu e a minha equipa falamos e tivemos a responsabilidade de fazer as coisas bem, na entrada do avião-ambulância. […] Tudo com autorizações. O que as pessoas falaram é tudo mentira”, contou. 

Recorde-se que a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, garantiu que Cristiano Ronaldo foi tratado pelas autoridades de saúde nacionais da mesma forma que qualquer outro cidadão infetado com covid-19, explicando que teve de assinar um termo de responsabilidade em como vai fazer o período de isolamento, algo que todos os cidadãos podem fazer .Todos os gastos ficam a cargo do doente, neste caso com a envolvente do clube, que fez o ponto de situação sobre a chegada a Turim, onde o jogador vai ficar em isolamento até cumprir os dez dias após o teste positivo, isto se no final desse período testar negativo, adiantou a imprensa italiana. 

Ronaldo garantiu ainda estar bem e sem sintomas. “Está tudo bem. Estou num andar e os meus filhos estão no outro. Temos feito uma vida normal, dentro dos possíveis”, disse o craque no direto gravado na piscina. Ronaldo diz que, até ao momento, não apresenta qualquer sintoma da doença. "Tenho o vírus, mas não tenho sintomas. Durmo bem, como bem, sinto-me bem”, disse.

Sobre a doença, o jogador diz que apesar de ser um assunto "sério" afirma que o novo coronavírus "não é o fim do mundo". "Se calhar há doenças mais graves, mas não quero ir por aí. O que posso dizer? Façam Vitamina D, ajuda-nos bastante, a Vitamina C, Selenio, mas também uma alimentação adequada. Façam desporto, sei que alguns não gostam de ginásios, mas façam caminhadas, andarem já é importante, uns 10 mil passos por dia é fundamental. Comam bem, comam vegetais, evitem doces", aconselhou o capitão da selação nacional. "Não tenham medo do vírus, mas não se escondam. Quero agradecer o apoio que me têm dado. Continuo bem, sem sintomas e obrigada por tudo", concluiu. 

 

 

 

 

 

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×