26/11/20
 
 
Costa deixa aviso sobre Natal e diz que odeia ser autoritário

Costa deixa aviso sobre Natal e diz que odeia ser autoritário

Jornal i 15/10/2020 12:12

"Odeio ser autoritário mas temos de controlar a pandemia", afirmou Costa, que lembrou palavras de Marcelo sobre o Natal.

O primeiro-ministro afirmou, esta quinta-feira, que é preciso controlar a pandemia para que o país não chegue ao Natal com este ritmo de propagação da covid-19.

"Odeio ser autoritário mas temos de controlar a pandemia", sublinhou António Costa. “E se não o fizermos, dentro de algumas semanas estaremos pior", acrescentou.

Costa, que falava aos jornalistas em Bruxelas onde está a propósito da apresentação do Plano de Recuperação e Resiliência, foi confrontado com as novas medidas do estado de calamidade, em vigor desde as 00h00 desta quinta-feira, e reiterou que não gosta de proibições mas que a evolução da pandemia obriga a agir.

"É muito claro olhando para os números que eles têm vindo a crescer de forma consistente desde agosto e que a evolução que estamos a ter é grave", disse.

"Temos que restringir isto agora com o menor custo possível", afirmou. E continuando a pôr a tónica na urgência da contenção, acrescentou: "É inimaginável aplicar no Natal medidas tão autoritárias como as que aplicámos na Páscoa".

Mas deixou o aviso que as famílias, provavelmente, terão de se organizar em grupos mais pequenos do que o habitual. "O Presidente da República já disse - e muito bem - que as pessoas têm de repensar como é que se vão organizar no Natal", lembrou ainda.

Ler Mais


Especiais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×