1/11/20
 
 
Major Mite. Abriram as portas da Casa Branca para o Presidente receber o homenzinho de 17 centímetros de altura

Major Mite. Abriram as portas da Casa Branca para o Presidente receber o homenzinho de 17 centímetros de altura

Afonso de Melo 09/10/2020 09:21

Andou por todos os Estados Unidos apresentado como o Homem Mais Pequeno do Mundo. No meio de cinco irmãos, todos ultrapassando o metro e oitenta, Clarence Chesterfield Howerton ganhou tanta fama que até participou no filme O Feiticeiro de Oz soprando uma trombeta maior do que ele.

Durante mais de vinte anos, Clarence Chesterfield Howerton trabalhou para o Ringling Bros. and Barnum & Bailey Circus, um circo ambulante norte-americano que ia de cidade em cidade anunciando The Greatest Show on Earth com o descaramento divino do Alencar do Eça. Combinando a capacidade de P.T. Barnum e James Anthony Bailey para encontrarem seres esquisitos na mais pequena lura de coelho, o circo juntava a maior colecção de gente deformada jamais vista onde quer que fosse à mistura com umas aldrabices próprias de Barnum e às quais ele não conseguia escapar, como apresentar com pompa e circunstância o cavalo-com-a-cabeça-ao-contrário que era pura e simplesmente um cavalo comum com a cauda enfiada na manjedoura.

Enfim, Clarence não se contava certamente no meio das aldrabices. Era autêntico como poucos. Um autêntico anão de 17 centímetros de altura. Na língua inglesa, anão tem duas formas: dwarf, os que apresentam desquilíbrios físicos, e midget, os que são absolutamente proporcionados. O nosso herói estava na segunda lista. Era um homenzinho quase perfeito dentro da sua inacreditável pequenez.

Leia o artigo completo na edição impressa do jornal i. Agora também pode receber o jornal em casa ou subscrever a nossa assinatura digital.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×