11/4/21
 
 
Covid-19. Lisboa vai passar a ter coordenação de vagas nos hospitais

Covid-19. Lisboa vai passar a ter coordenação de vagas nos hospitais

Bruno Gonçalves Pedro Almeida 04/10/2020 19:17

Será criada uma nova gestão de camas nos hospitais da região. Nas últimas 24 horas, registados mais 904 casos e dez mortes.

A região de Lisboa e Vale do Tejo vai passar a ter coordenação de vagas nos hospitais no que diz respeito a doentes internados com covid-19, depois de o Hospital Beatriz Ângelo, em Loures, ter terminado a semana passada no limite de capacidade dos cuidados intensivos - já o Amadora-Sintra e o Curry Cabral tiveram de abrir novas enfermarias. O presidente da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, Luís Pisco, garantiu à RTP3 que vai ser criada em breve uma nova gestão das camas de todos os hospitais e centros hospitalares da região.

“Já foi definido. Provavelmente até haverá um médico ou um enfermeiro que faça esse trabalho. E será muito brevemente. Será mais fácil do que os hospitais terem de telefonar uns aos outros e a procurar saber onde é que existem camas disponíveis”, atirou Luís Pisco.

Tal como o SOL avançou na edição deste fim de semana, a falta de coordenação de vagas está a gerar preocupação nos hospitais, nomeadamente nos da periferia, como o de Loures e o Amadora-Sintra.

“Se é uma rede, é uma rede que não funciona. Não faz sentido quando existe necessidade termos de andar de capelinha em capelinha, a ligar de hospital em hospital, a perguntar se tem uma vaga em vez de haver uma gestão centralizada e articulada das vagas e dos doentes a cada momento. Que por exemplo se abra uma enfermaria para ter dois doentes se existir ainda disponibilidade noutros hospitais”, havia dito o presidente do conselho de administração do Hospital Beatriz Ângelo, Artur Vaz.

Mais de duas mil mortes
Este domingo, foram registados 904 novos casos e dez mortes por covid-19 nas últimas 24 horas em Portugal, com o país a ultrapassar a marca dos dois mil óbitos relacionados com a pandemia. E este fim de semana fica marcado por ser aquele que registou o maior número de sempre de novos casos de covid-19 (1.867), depois de, no sábado, o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde ter anunciado 963 novos casos de infeção - terceiro registo diário mais alto desde o início da pandemia, apenas atrás dos 1.035 casos a 31 de março e dos 1.516 de dia 10 de abril.

De acordo com o boletim, dos novos casos, 490 (54,2%) foram registados na região Norte e 316 na região de Lisboa e Vale do Tejo. Há ainda mais 69 casos no Centro, mais 15 no Algarve e mais onze no Alentejo. Nos arquipélagos, os Açores registam dois novos casos e a Madeira mais um.

Além disso, apesar de ter havido uma diminuição de internamentos no boletim de sábado - menos 14 -, o número de internados voltou a subir este domingo, com mais 14 doentes em internamento nos hospitais. No total, existem 682 pessoas infetadas internadas. Destas, 105 estão em Unidades de Cuidados Intensivos, menos uma face ao último balanço.

 

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×