26/10/20
 
 
Estudante infectado na UBI não tinha estado em aulas

Estudante infectado na UBI não tinha estado em aulas

Marta F. Reis 30/09/2020 10:17

Sindicato denuncia falta de condições na universidade. 

A confirmação de um estudante com teste positivo para o novo coronavírus na Universidade da Beira Interior fez soar os alarmes no meio académico. Gonçalo Velho, presidente do Sindicato do Ensino Superior, disse ao i ter recebido várias queixas de docentes desta instituição relacionadas com a falta de condições para garantir distanciamento entre alunos, nomeadamente num anfiteatro sem ventilação, mas também falta de solução alcoólica e não estar a ser garantida a proteção de professores de grupo de risco. “O reitor foi um dos poucos que não se mostrou disponível para reunir connosco”, diz Gonçalo Velho, que adianta que o caso conhecido esta semana fez aumentar a preocupação dentro da instituição.

Ao i, a Universidade da Beira Interior garante que estão a ser tomadas todas as medidas à luz do plano de contingência da instituição.

Além do uso obrigatório de máscaras, distribuídas gratuitamente pela universidade, a UBI informa que existem 149 dispensadores fixos de álcool-gel, além dos inúmeros recipientes portáteis e dezenas de embalagens de vaporizadores que podem ser levantadas pelos docentes. Foram instituídos circuitos, redefinidos regimes de assistência às aulas e teletrabalho nos postos de trabalho do setor técnico-administrativo em que isso seja possível, informa também a universidade, sem especificar a situação dos docentes de grupos de risco.

O aluno infetado é um estudante de doutoramento, na última fase da investigação, pelo que não estava a frequentar aulas, que arrancaram a 20 de setembro. A rede de contactos na instituição é considerada pequena, incluindo um colega de investigação, um professor e alguém próximo do infetado, adiantou a UBI, explicando que todos se encontram em isolamento e aguardam a realização dos testes, uma ação que está a ser realizada em articulação com a unidade de saúde pública da Cova da Beira. "Relativamente a este caso, a UBI tomou todas as medidas necessárias para evitar a propagação do vírus, nomeadamente, através da desinfeção dos espaços de trabalho do investigador", acrescenta a universidade. 

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×