23/10/20
 
 
LA Lakers - Miami Heat. Disney com final mágica e inédita

LA Lakers - Miami Heat. Disney com final mágica e inédita

Laura Ramires 29/09/2020 21:10

Campeões em 2006, 2012 e 2013, os Heat chegam à sua sexta final. Na Bolha de Orlando vão ter pela frente os Lakers de LeBron James.

Los Angeles Lakers-Miami Heat: a final dos playoffs da Liga norte-americana de basquetebol (NBA)_está oficialmente decidida. A equipa da Florida garantiu, na madrugada desta segunda-feira, a segunda vaga para o jogo decisivo depois de bater os Boston Celtics por 125-113, no sexto jogo da final da conferência Este. Ainda antes do triunfo por 4-2 sobre os Celtics, os Heat tinham superado por 4-0 os Indiana Pacers e por 4-1 os Milwaukee Bucks, nos oitavos-de-final e nos quartos, respetivamente.

O_conjunto treinado por Erik Spoelstra apresenta-se, de resto, como a grande surpresa na Bolha de Orlando, tornando-se a equipa com pior classificação na fase regular (quinto lugar no Este, com 44 vitórias e 29 derrotas) a atingir a final desde os New York Knicks, há 21 anos, em 1999. Os Heat voltam a marcar presença no jogo derradeiro da NBA seis anos depois e pela sexta vez na história. Nas cinco aparições anteriores apresentam um saldo positivo, com três títulos conquistados. Depois do primeiro triunfo, alcançado em 2006, sobre os Dallas Mavericks, os Heat marcaram presença por quatro anos consecutivos na grande decisão (entre 2011 e 2014): sagraram-se campeões por mais duas vezes, em 2012 e 2013, após derrotarem os Oklahoma City Thunders e os San Antonio Spurs, com LeBron James na equipa, considerado o melhor jogador em campo (MVP).

Com três títulos de campeão na competição, os Heat apresentam-se como a sexta equipa mais titulada, juntamente com os Detroit Pistons e os Philadelphia 76ers.

Após terem impedido o confronto entre Lakers e Celtics, que durante vários anos foram responsáveis pela principal rivalidade na NBA, os Heat vão protagonizar uma final inédita com o clube da Califórnia. De notar que LeBron James e companhia podem fazer história, já que os LA Lakers têm a possibilidade de igualar os Celtics no número de títulos. Atualmente com 17 troféus (1957, 1959, 1960, 1961, 1962, 1963, 1964, 1965, 1966, 1968, 1969, 1974, 1976, 1981, 1984, 1986 e 2008), a turma de Boston ainda é a recordista isolada da NBA. Seguem-se os Lakers, com 16. De relembrar que a equipa californiana está na final da prova dez anos depois e pela 32.a vez na história – ganharam o 16.o título em 2010, após vitória (4-3) sobre os... Celtics.

LeBron histórico Na “bolha” criada no parque de diversões Disney, em Orlando, o conjunto de Los Angeles garantiu o primeiro lugar no jogo decisivo após triunfo (4-1) sobre os Denver Nuggets – equipa que havia feito história ao tornar-se a primeira a recuperar duas vezes de uma desvantagem de 3-1 na mesma edição dos playoffs da NBA (1-3 para 4-3 face a Utah Jazz e Los Angeles Clippers, em jogos dos oitavos e quartos-de-final).

Contudo, o percurso notável dos Nuggets, que procuravam a primeira final, terminou nas meias-finais, com os Lakers a colocarem um ponto final no sonho de alcançarem nova reviravolta. No conjunto californiano, destaque para o suspeito do costume: na última vitória (117-107), LeBron James voltou a fazer história, com um triplo duplo. Este foi o quarto triplo-duplo (TD) em playoffs para um atleta com 35 ou mais anos, sendo o quarto jogador a ter mais TD, só atrás de Elgin Baylor, Chris Paul e John Stockton.

LeBron acabou com 38 pontos, 16 ressaltos e dez assistências – o basquetebolista está na final pela décima vez, a primeira com os Lakers. “Os meus companheiros de equipa disseram-me para os guiar e era minha responsabilidade fazer as jogadas certas e tomar as decisões corretas no campo para nos fazer ganhar jogos”, explicou o basquetebolista, que se tornou o quarto jogador a atingir dez finais da NBA (venceu três – além das duas conquistadas pelos Heat, venceu ainda em 2016 pelos Cavaliers). “Não sei se já tinha testemunhado um jogador tomar conta do jogo como ele fez no último quarto”, disse o treinador Frank Vogel, após a monstruosa exibição de LeBron.

Na final de 2010, em que os Lakers bateram os Celtics, Kobe Bryant foi eleito MVP, e depois da morte inesperada de Black Mamba, em janeiro último, a equipa parece determinada a honrar o seu legado. “Cada vez que vestimos a camisola roxa e dourada pensamos no legado dele, nele e no seu significado para o clube nos últimos 20 anos”, referiu LeBron.

Na bolha de Orlando, os primeiros quatro jogos da primeira final da história da NBA entre estas duas equipas já têm data marcada para os dias 1, 3, 5 e 7 de outubro.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×