23/10/20
 
 
Comunidade Vida e Paz. O pão de cada noite nas ruas de Lisboa

Comunidade Vida e Paz. O pão de cada noite nas ruas de Lisboa

Mafalda Gomes Joana Faustino 29/09/2020 08:25

Na Comunidade Vida e Paz, todas as madrugadas se cozem 1200 pães, para distribuir na noite seguinte pelas ruas de Lisboa. Os pedidos de ajuda aumentaram nos meses de confinamento, mas já estabilizámos. O i acompanhou os voluntários numa das voltas diárias, seis horas de conversas, encontros e ajuda a quem vive na rua.

O dia na Comunidade Vida e Paz (CVP) não tem pausas. Começa à meia-noite, com a cozedura do pão, e a noite pode terminar por volta das duas e meia da manhã, mas há mais a fazer. Todos os dias do ano é assim e, por isso, não há tempo para descansar. A comunidade tem aproximadamente 600 voluntários e 120 colaboradores, e o seu trabalho vai desde a logística à preparação das ceias, voltas noturnas, bancos de roupa e o Espaço Aberto ao Diálogo.

O objetivo não é confortar quem vive em situação de sem-abrigo, mas sim tirar as pessoas dessa situação. O voluntário Vasco Guerra explica que aquilo que a Comunidade Vida e Paz pretende “é estar com a pessoa no dia em que ela estiver disponível para mudar a sua vida. Acreditamos que, um dia, isso acontecerá e queremos estar lá. Não vamos para dar conforto, apenas para dar uma palavra, um aconchego e, antes da covid-19, um abraço”. É por isso que durante as voltas são tirados “apontamentos” em todas as paragens que fazem. A intenção é fazer com que todas as pessoas que precisam de ajuda sintam que têm um acompanhamento contínuo, ainda que não seja feito pelos mesmos voluntários todos os dias. 

Leia o artigo completo na edição impressa do jornal i. Agora também pode receber o jornal em casa ou subscrever a nossa assinatura digital.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×