28/10/20
 
 
Urgência de ginecologia e obstetrícia do Hospital de Beja encerrada devido a surto de covid-19

Urgência de ginecologia e obstetrícia do Hospital de Beja encerrada devido a surto de covid-19

Jornal i 28/09/2020 16:34

Serviço encerra devido à falta de médicos.

O hospital de Beja ficou “temporariamente” sem urgência de ginecologia e obstetrícia por falta de médicos devido ao surto de covid-19 identificado entre os profissionais da unidade hospitalar.

Até ao momento, são já 30 os profissionais de saúde infetados com origem no surto do hospital de Beja. Segundo a presidente da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA), Conceição Margalha, em declarações à agência Lusa, entre os clínicos da especialidade de ginecologia e obstetrícia, que prestam serviço naquela unidade hospitalar, há dois médicos e uma internada infetados e dois em isolamento profilático.

Desta forma, o hospital ficou "temporariamente" com "falta de médicos da especialidade para preencher as escalas" do Serviço de Urgência de Ginecologia e Obstetrícia. O serviço foi fechado domingo pelas 20h00 e permanecerá encerrado, “de certeza”, até às 08h00 de terça-feira.

Segundo a responsável, a situação está a ser “avaliada”, mas é certo que o serviço só deverá reabrir quando houver médicos para preencher as escalas.

Conceição Margalha explica que nesta situação não há atendimento da especialidade a utentes provenientes do exterior e que estas serão encaminhadas para os hospitais públicos mais próximos.

Contudo, o internamento na especialidade de ginecologia e obstetrícia mantém-se a funcionar para as utentes já internadas no hospital.

O surto, identificado depois de seis enfermeiros do bloco operatório testarem positivo, já infetou 30 profissionais de saúde - 13 enfermeiros, nove médicos, cinco assistentes operacionais, dois assistentes técnicos e um técnico de diagnóstico e terapêutica.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×