26/10/20
 
 
Antuérpia 1920. No rescaldo da guerra, à espada e ao tiro

Antuérpia 1920. No rescaldo da guerra, à espada e ao tiro

Afonso de Melo 23/09/2020 08:49

A segunda presença portuguesa nos Jogos Olímpicos foi composta por 14 atletas em apenas duas modalidades: esgrima e tiro.

Depois de Estocolmo, em 1912, a guerra tomou conta da Europa e os Jogos Olímpicos desapareceram do calendário. Para 1916 estava prevista uma festa germânica em Berlim, mas aqueles que se digladiavam nas pistas de atletismo estavam demasiado concentrados em cavar trincheiras para sobreviver. Portugal tivera a sua primeira aventura olímpica, com uma reduzida delegação de sete participantes na capital da Suécia, e vira morrer Francisco Lázaro ao quilómetro 30 da maratona. Em Antuérpia, cidade escolhida para receber os Jogos do pós-guerra, havia muitos ausentes: a Alemanha, por razões óbvias, só voltou em 1928, a Áustria, a Hungria, a Bulgária e o Império Otomano foram banidos. Pela primeira vez, a bandeira dos cinco anéis olímpicos foi hasteada e cumpriu-se o juramento.

 

Leia o artigo completo na edição impressa do jornal i. Agora também pode receber o jornal em casa ou subscrever a nossa assinatura digital.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×