23/10/20
 
 
Julgamento sobre a reconstrução das casas de Pedrógão Grande adiado

Julgamento sobre a reconstrução das casas de Pedrógão Grande adiado

Jornal i 21/09/2020 10:51

Julgamento devia decorrer às 9h30 desta segunda-feira mas foi adiado para outubro. Há 28 acusados, entre eles o presidente da Câmara de Pedrógão Grande, Valdemar Alves.

O julgamento do caso de irregularidades na reconstrução das casas que arderam no incêndio de Pedrogão Grande em 2017 estava marcado para a manhã desta segunda-feira. No entanto, a RTP adiantou que foi adiado para meados de outubro.

28 pessoas estão acusadas de vários crimes, desde burla qualificada a falsificação de documentos. Entre os acusados está o presidente da Câmara de Pedrógão Grande, Valdemar Alves. O arguido pediu em março deste ano, juntamente com o ex-vereador Bruno Gomes e o construtor civil João Paiva, a abertura da instrução.

O elevado número de arguidos em tempo de pandemia fez com que o julgamento estivesse previsto decorrer no auditório da Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Politécnico de Leiria.

Lembre-se que o incêndio deflagrou a 17 de junho de 2017 em Escalos Fundeiros, no concelho de Pedrógão Grande alastrando depois para concelhos vizinhos. Da tragédia resultaram 66 mortos e 253 feridos. Ficaram ainda destruídas, na sequência dos incêndios, 500 casas e cerca de 50 empresas.

O Ministério Público de Coimbra deduziu acusação no âmbito do inquérito que investiga alegadas irregularidades no processo de reconstrução das casas que arderam com o incêndio.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×