26/10/20
 
 
Bruxelas derruba plano holandês para subsidiar hidrogénio

Bruxelas derruba plano holandês para subsidiar hidrogénio

AFP Daniela Soares Ferreira 21/09/2020 09:37

Governo dos Países Baixos queria usar hidrogénio em vez de outros combustíveis fósseis para reduzir as emissões de gases com efeito de estufa.

A Comissão Europeia fez cair por terra os planos holandeses para apoiar a produção de hidrogénio através de subsídios. O objetivo do Governo dos Países Baixos era usar hidrogénio em substituição de outros combustíveis fósseis para reduzir as emissões de gases de efeito estufa, mas, como os planos holandeses foram chumbados pela Comissão Europeia, a ideia não vai para a frente, como informou o ministro do Clima holandês, Eric Wiebes, segundo o jornal local NL Times.

O Governo local viu no hidrogénio uma oportunidade de substituir petróleo, gás natural e carvão especialmente na indústria pesada, uma vez que nos Países Baixos a indústria é responsável por mais de 30% de todas as emissões de gases de efeito estufa. Ao contrário dos combustíveis fósseis, nenhum dióxido de carbono é libertado ao ser usado hidrogénio, desde que o hidrogénio seja produzido de forma sustentável. 

O Governo da Holanda tinha planeado que essa energia viria, eventualmente, de ventoinhas eólicas ou parques solares. Mas como a eletricidade na Holanda ainda é produzida principalmente a partir de gás natural e carvão, a produção de hidrogénio no país apenas aumentaria as emissões de carbono neste momento, defendeu a Comissão Europeia.

Recorde-se que o Governo português também está convencido de que o hidrogénio verde será o combustível do futuro e pretende colocar Portugal na vanguarda da produção e exportação. Falta, porém, cumprir vários passos, como a aprovação do Parlamento e fechar o acordo com os Países Baixos. Aliás, o Governo anunciou que vai apresentar, até ao final do ano, uma candidatura do hidrogénio em Sines ao estatuto de Projeto Importante de Interesse Europeu Comum Hidrogénio da União Europeia. A ideia é arrancar a sua produção em 2021, segundo as Grandes Opções do Plano. O Executivo recorda que o objetivo é diversificar as fontes energéticas e reduzir a dependência energética, promovendo a produção e o consumo de gases renováveis através do desenvolvimento e implementação de tecnologias para a sua produção, armazenamento, transporte e consumo, em particular o hidrogénio verde.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×