26/10/20
 
 
Não morria tanta gente num só dia com covid-19 desde julho

Não morria tanta gente num só dia com covid-19 desde julho

Patrícia de Melo Moreira/AFP Jornal i 21/09/2020 08:11

Foram registados 13 mortes e 552 infetados em 24 horas.

Mais 13 mortes e 552 infetados registados nas últimas 24 horas: desde 9 de julho que não morria tanta gente num só dia de covid-19 em Portugal, com a maior parte dos óbitos a serem registados em Lisboa e Vale do Tejo – dez nesta região e três no norte do país. No entanto, quanto ao número de casos confirmados houve um decréscimo em relação a sábado, dia em que foram reportados 849 novos casos – o registo diário mais alto desde meados de abril.

Entre as pessoas infetadas pelo novo coronavírus, 511 estão hospitalizadas – mais 14 comparativamente com a véspera –, o maior número de pessoas internadas desde 30 de maio (514). Destas, 63 estão nos cuidados intensivos, menos uma em relação ao dia anterior.

Entretanto, subiu para dois o número de mortos no lar do Centro Social e Paroquial Casa Religiosa Nossa Senhora das Graças, em Carção, no concelho de Vimioso, depois de 28 utentes e nove funcionários terem testado positivo para a covid-19. A segunda vítima mortal é um homem de 87 anos.

Já no campo festivo, devido ao aumento de número de casos no país, a Associação do Carnaval de Loures já cancelou todos os festejos carnavalescos previstos para 12 a 17 de fevereiro de 2021, bem como a noite de fados prevista para 7 de novembro.

Recorde-se que, 19 dias depois de ser lançada, a aplicação de rastreio StayAway Covid já foi descarregada por mais de um milhão de pessoas. De acordo com o administrador do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC), Rui Oliveira, a aplicação somava ontem um total de 1 030 824 downloads nos sistemas operativos iOS e Android.

 

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×