20/10/20
 
 
Especial i: O fim do mundo em cuecas, no sofá, preso ao ecrã

Especial i: O fim do mundo em cuecas, no sofá, preso ao ecrã

A utopia do mundo sem fronteiras da comunicação de massas e das redes sociais, esse em que estaríamos todos ligados, encerra uma maldição. O que antes parecia um espaço de liberdade, aberto à descoberta do outro, tem-se revelado um lugar claustrofóbico em que cada utilizador, como um Narciso, se sente atraído para uma ficção de espelhos, um labirinto feito para nos reter. Prisioneiros nesta colónia virtual, tornamo-nos sujeitos à manipulação e, hoje, são as fundações das nossas sociedades que começam a ceder, à medida que cada um escolhe os factos
que lhe interessam. 

The Social Dilemma. Depois dos estupefacientes, chegou a era das drogas virtuais

Um documentário que denuncia a manipulação a que estamos sujeitos ao usar as redes sociais, recorrendo aos testemunhos de alguns dos programadores que as desenvolveram, chegou à primeira posição dos conteúdos mais vistos da Netflix em Portugal. (Leia mais na edição impressa)

por Diogo Vaz Pinto

 

Tecnologia. Estarão os seres humanos a ficar com memória de peixe?

A adição às redes sociais diminuiu drasticamente a nossa paciência e tempo de atenção. Ao fim de dez segundos, explica o jornalista francês Bruno Patino, o nosso cérebro precisa de um novo estímulo. (Leia mais na edição impressa)

por José Cabrita Saraiva

 

Grandes tecnológicas beneficiam com pandemia e somam lucros e valor

As big tech aproveitaram o contexto de confinamento e isolamento para se tornarem indispensáveis no quotidiano das famílias: no trabalho, na escola e no lazer. As grandes tecnológicas cresceram com a pandemia, obtendo máximos de receitas e de valor. (Leia mais na edição impressa)

por João Amaral Santos

 

Leia estes artigos completos na edição impressa do jornal i. Agora também pode receber o jornal em casa ou subscrever a nossa assinatura digital.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×