26/9/20
 
 
Motelx. Cinco filmes para ver até domingo

Motelx. Cinco filmes para ver até domingo

DR Cláudia Sobral 10/09/2020 21:45

The Rental, de Dave Franco, irmão de James Franco, encerra no próximo domingo o Motelx. Até lá, está ainda quase tudo para ver no São Jorge, em Lisboa, nesta 14.ª edição do festival de cinema de terror.

Epidemic
Lars von Trier
Quinta-feira, às 17h45

Em ano de pandemia e com a ameaça de uma segunda vaga latente, o Motelx não quis fazer por menos e traz ao seu público também filmes com que pensar este tempo presente. Daí o regresso ao segundo filme da trilogia “Europa” de Lars Von Trier: “Epidemic”. Filme de 1987 em que, num registo de falso documentário, uma dupla de argumentistas, interpretados pelos próprios Trier e Niels Vørsel (coargumentista) se lança na escrita do argumento de um filme sobre uma epidemia que se espalha pelo mundo inteiro - sem se aperceberem de que, enquanto o fazem, há uma verdadeira epidemia que avança no mundo real.

 

La Llorona
Jayro Bustamante
Sexta-feira, às 18h20

Contam os mais velhos um pouco por toda a América Latina a história da “llorona”. Uma mulher que, reza a lenda, depois de ter afogado os seus filhos, chora as suas mortes por toda a eternidade. À lenda regressa Jayro Bustamante nesta coprodução entre a Guatemala e França, cruzando-a com a história política recente da Guatemala. 
Depois do general Enrique Monteverde ser absolvido da acusação de genocídio que pendia sobre ele, o espírito da Llorona regressa para fazer justiça pelo povo revoltado. Entre o terror e a fantasia, “La Llorona”, exibido pela primeira vez em Portugal, passou já pelos festivais de Veneza, em 2019, Toronto e Sundance.

 

The Intruder
Roger Corman
Sábado, às 18h20

“We don’t see any American dream, we’ve experienced only the American nightmare”. A citação de Malcolm X enquadra a secção que o Motelx pensou para o ciclo de programação “Pesadelo Americano:O Racismo e o Cinema de Terror” e é um título autoexplicativo para um programa que vai do recente “Get Out”, de Jordan Peele, a este filme em que, em 1962, Roger Corman documenta, inspirado no romance de Charles Beaumont, a chegada do agitador racista Adam Crane (William Shatner), a uma pequena cidade do sul dos EUA. Assim que se aperceberam do teor do filme, os habitantes, que integravam também eles o elenco, tentaram expulsar o realizador.

 

Macabro
Marcos Prado
Sábado, às 21h25

O caso, ocorrido na década de 1990 na região da Serra dos Órgãos, Rio de Janeiro, e conhecido por ser até hoje considerado uma das mais longas e complexas operações do BOPE (Batalhão de Operações Policiais Especiais) brasileiro, foi chamado de o caso dos “irmãos necrófilos”. Os irmãos eram Ibraim e Henrique, dois jovens acusados da morte em série de oito mulheres, um homem e uma criança. Marcos Prado, que teve acesso a mais detalhes da história quando em 2009 produziu “Tropa de Elite”, de José Padilha, resolveu agora ficcioná-la. Estreado no Festival do Rio, “Macabro” tem neste Motelx a sua primeira exibição em Portugal.

 

Cavalo Dinheiro
Pedro Costa
Domingo, às 17h50

A secção Quarto Perdido deste 14.º Motelx é, sob o mote “Filmar as Trevas”, dedicada a Pedro Costa. Com isso, vem a oportunidade para voltar a ver em sala “Cavalo Dinheiro”, penúltima longa-metragem do cineasta que, entre os estilhaços da guerra colonial, acompanham Ventura na revisitação dos seus fantasmas. Ventura surge à semelhança das personagens que habitam o cinema de Costa: “Geralmente desadaptadas, seres à deriva no espaço, sem rumo, um pouco à semelhança dos zombies de Romero”, escrevem os programadores. “A diferença reside nas narrativas que não partem da ficção, mas da realidade em si mesma, sem artefactos”.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×