29/11/20
 
 
Presidenciais. Marisa lança candidatura no Largo do Carmo

Presidenciais. Marisa lança candidatura no Largo do Carmo

Miguel Silva Luís Claro 07/09/2020 10:08

PCP ataca Marcelo e lança candidato até ao final do mês. Arménio Carlos acusa Presidente de “comentar muito e fazer pouco”.

Marisa Matias volta a candidatar-se à presidência da República. O anúncio oficial está previsto para quarta-feira no Largo do Carmo, em Lisboa. Marisa não será, porém, a única candidata a disputar o espaço da esquerda nas eleições do próximo ano. Ana Gomes deverá avançar nos próximos dias e o PCP vai apresentar o seu candidato até ao final do mês.

Marisa Matias disputou as presidenciais, há cinco anos, contra Marcelo Rebelo de Sousa e conseguiu o melhor resultado de sempre do Bloco de Esquerda. Ficou à frente do PCP e da ex-ministra da Saúde Maria de Belém com mais de 10% dos votos.

A candidatura da eurodeputada bloquista será lançada na quarta-feira. Marisa fará uma declaração no Largo do Carmo e contará com a presença de “trabalhadores que estão na linha da frente do combate à pandemia de Covid-19 e na proteção de quem está mais vulnerável”, de acordo com a agência Lusa.

Os bloquistas justificam a candidatura com a necessidade de ter uma voz de esquerda nas presidenciais. “Nas próximas eleições presidenciais, é tempo de derrotar Marcelo. A Marisa Matias, como sempre acontece, disse presente. Foi ela que melhor enfrentou o Presidente da direita. É ela que há anos constrói pontes entre todas as esquerdas. E em janeiro, todas essas esquerdas fazem falta”, escreveu, nas redes sociais, o eurodeputado bloquista José Gusmão. O deputado Moisés Ferreira também defendeu, no facebook, que “todos os que são pela liberdade, pela solidariedade, pela redistribuição da riqueza, pela luta constante por um mundo mais justo já têm candidata” nas presidenciais.

O PCP ainda não anunciou quem vai apoiar, mas já garantiu que irá apresentar um candidato. Nas últimas eleições presidenciais, o PCP apostou em Edgar Silva, mas ficou muito longe dos bloquistas com menos de 4% dos votos. Jerónimo de Sousa disse, este fim de semana, durante a Festa do Avante!, no Seixal, que apresentará o candidato ainda este mês. “Será o Comité Central a decidir ainda este mês quem será esse candidato”, disse o secretário-geral dos comunistas. Na festa do Avante!, Jerónimo não foi o único a criticar o atual Presidente da República que deverá anunciar a recandidatura no final do ano. Arménio Carlos foi ainda mais duro e defendeu que “o senhor Presidente da República não está acima de tudo e de todos”.

 

Arménio critica marcelo

O ex-secretário-geral da CGTP defendeu que “o Presidente da República tem que ser mais Presidente da República e menos comentador, está a comentar muito e a fazer pouco”.

Arménio Carlos acusou ainda Marcelo de estar a ser incoerente, porque criticou a realização da festa comunista, mas marcou presença na feira do livro de Lisboa e do Porto que “estão autorizadas para ter muito mais gente”. Numa entrevista à SIC, na Quinta da Atalaia, Arménio Carlos garantiu ainda que “se há alguém que está mais interessado em salvaguardar a saúde dos portugueses e combater esta pandemia são, provavelmente,  e a par de outros, os comunistas e o seu partido”.  

Ler Mais


Especiais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×