28/10/21
 
 
Pablo Iglesias. O homem com socialismo no sangue que tomou Espanha de assalto

Pablo Iglesias. O homem com socialismo no sangue que tomou Espanha de assalto

AFP Hugo Geada 24/08/2020 09:15

Nasceu numa família de tradição socialista, passou pela televisão e usou a Guerra dos Tronos como slogan político. Pablo Iglesias, vice-presidente do Governo, está sob pressão depois de o seu partido e ele próprio serem envolvidos em escândalos financeiros.

Em Espanha, poucos tem estado sobre os holofotes da pressão política e social como Pablo Iglesias. A oposição ao Governo exige a sua demissão, depois de vários dirigentes do seu partido, o Podemos, terem sido acusados de administração desleal e peculato.

Esta acusação surgiu na sequência de uma denúncia apresentada pelo ex-advogado do Podemos, José Manuel Calvente, despedido em 2019, após uma denúncia por alegado assédio sexual e laboral de outra advogada do partido, Marta Flor. Está a ser investigado o alegado financiamento ilegal de uma campanha eleitoral em que estão implicados vários altos dirigentes do partido espanhol.

O partido conservador PP e o partido de extrema-direita Vox estão a exigir a demissão e renúncia de Pablo Iglesias, que pretende ainda que o atual vice-presidente do Governo dê uma explicação perante o Congresso.

 

O professor com socialismo no sangue

Filho de María Luisa Turrión Santa María, advogada do sindicato Comissões Operárias, e de Francisco Javier Iglesias Peláez, inspetor de trabalho e professor de História aposentado que fez parte da Frente Revolucionária Antifascista e Patriótica, Iglesias vem de uma família de socialistas que enfrentaram de frente o fascismo. 

O seu avô, Manuel Iglesias Ramírez, membro do Partido Socialista Operário Espanhol, chegou a ser condenado à morte pelo Governo do general Franco, pena que acabou por ser comutada para prisão, e é descendente de um antigo líder socialista espanhol, Pablo Iglesias Posse.

Pablo Iglesias foi militante da União de Juventudes Comunistas de Espanha dos 14 até aos 21 anos de idade e vogal do conselho executivo da Fundação Centro de Estudos Políticos e Sociais, e fez parte do movimento antiglobalização, que se opõe aos aspetos capitalistas e liberais da globalização, em que defendeu a desobediência civil como forma de luta.
Licenciou-se em Direito na Universidade Complutense de Madrid, onde fez também doutoramento em Ciência Política. Em 2014 foi nomeado professor honorário desta universidade.

 

O rabo-de-cavalo mais conhecido da televisão

Tornou-se uma cara conhecida da televisão espanhola pela sua presença em programas como La Tuerka, transmitido no canal Tele K, ou Fort Apache. A sua imagem descontraída, com roupas casuais e rabo-de-cavalo, fizeram com que se destacasse dos restantes.
Por diversas vezes também abordava outros temas. La Tuerka tinha um espaço dedicado à música e também havia espaço para o desporto, tendo Iglesias confessado à Marca que, apesar de preferir basquetebol, é fã do Atlético de Madrid. “Sempre senti uma afinidade com as equipas mais humildes”, disse ao jornal desportivo.

Leia o artigo completo na edição impressa do jornal i. Agora também pode receber o jornal em casa ou subscrever a nossa assinatura digital.

 
 

Ler Mais


Especiais em Destaque

×

Pesquise no i

×