29/11/20
 
 
Nova fase de migração da TDT começa na segunda-feira

Nova fase de migração da TDT começa na segunda-feira

Jornal i 20/08/2020 13:15

“No total vão mudar de frequência nesta região 44 emissores, dos distritos de Santarém, Coimbra e Castelo Branco, e algumas localidades do sul dos distritos de Viseu e de Aveiro”, informou, através de comunicado, a entidade liderada por João Cadete de Matos.

Na próxima segunda-feira vai começar o processo de migração da TDT na denominada região 3, divulgou esta quinta-feira a Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom).

“No total vão mudar de frequência nesta região 44 emissores, dos distritos de Santarém, Coimbra e Castelo Branco, e algumas localidades do sul dos distritos de Viseu e de Aveiro”, informou, através de comunicado, a entidade liderada por João Cadete de Matos.

O processo de migração da rede de TDT começou a 7 de fevereiro e foi suspenso a 13 de março, devido aos efeitos da pandemia. O processo de migração da rede de TDT está previsto decorrer até ao dia 18 de dezembro, data em que previsivelmente ficará concluído.

Nem todas as pessoas serão abrangidas por este processo. Para informar a população impactada nesta fase, a Anacom divulgou informação relativa às mudanças na TDT através de uma carta e de um folheto entregue em casa de todas as pessoas, que resume a informação relevante para se adaptarem a este processo de mudança.

“Quando o emissor mudar de frequência, o ecrã da televisão ficará sem imagem (negro), mas apenas será necessário fazer uma nova sintonia da televisão ou do descodificador de TDT e todos poderão continuar a ver televisão gratuitamente, como tem acontecido até agora. É um processo simples”, refere a Anacom.

“A Anacom teve a preocupação de assegurar que não será necessário substituir ou reorientar a antena, trocar a TV ou o descodificador, e ninguém terá de subscrever serviços de televisão paga. No caso dos condomínios/edifícios que tenham instalações com amplificadores mono-canal poderão ter que os substituir” acrescenta a nota.

Para ajudar neste processo, a Anacom criou uma linha telefónica de apoio gratuita (800 102 002), que funciona todos os dias entre as 09h00 e as 22h00, para o qual as pessoas poderão ligar para esclarecer dúvidas e obter apoio na sintonia da sua televisão. Caso não consigam fazer a sintonia dos equipamentos por si ou com a ajuda prestada através do número gratuito, a Anacom agendará uma visita a casa da pessoa para proceder à sintonia, com técnicos seus e de forma gratuita.

Com o objetivo de alargar o leque de entidades que podem ajudar a divulgar informação e dar apoio à população, o regulador tem firmadas várias parcerias com as câmaras municipais, juntas de freguesia, GNR, PSP, Liga dos Bombeiros Portugueses, Segurança Social, a AMA (lojas e espaços do cidadão), os párocos, escuteiros, entre outras entidades.

Ler Mais


Especiais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×