1/10/20
 
 
OMS diz que possível presença no novo coronavírus em comida importada não deve ser motivo para assustar população

OMS diz que possível presença no novo coronavírus em comida importada não deve ser motivo para assustar população

AFP Jornal o 13/08/2020 20:58

Após a China ter anunciado que detetou o novo coronavírus em asas de frango importadas do Brasil, a Organização Mundial de Saúde lembrou que não há nenhuma evidência de contaminação “por meio de alimentos”.

O diretor de emergências da Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou, esta quinta-feira, que a eventual presença do novo coronavírus nas asas de frango exportado do Brasil, que o jornal chinês Global Times noticiou hoje, não deve ser motivo para assustar a população.

"Não devemos criar a impressão de que há problema com a nossa cadeia alimentar", disse Michael Ryan, explicando que as pessoas “já estão assustadas o suficiente” e que a organização está a rastrear os casos de deteção no novo coronavírus em comida.

Já a principal epidemiologista responsável pelo combate à pandemia, Maria van Kerkhove lembrou que a testagem faz parte da rotina e que o novo coronavírus é inativado com medidas de higiene.

A líder técnica da OMS, Maria van Kerkhove, ressaltou que o procedimento é uma testagem rotineira e que o vírus é inativado com medidas de higiene.

“Sabemos que o vírus pode ficar nas superfícies por um tempo, mas ele é inativado se lavarmosmos as mãos depois de tocarmos a superfície contaminada", esclareceu Kerkhove, explicando que a OMS tem conhecimento de que a China está a testar as embalagens de comida importada.

A técnica responsável da OMS lembrou ainda que não há nenhuma evidência de contaminação “por meio de alimentos”.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×