23/9/20
 
 
Soure. IMT suspende circulação de veículos de manutenção da ferrovia

Soure. IMT suspende circulação de veículos de manutenção da ferrovia

Jornal i 05/08/2020 15:32

Suspensão vai estar em vigor até que sejam adotadas medidas preventivas para dimimuir o risco de acidente.

O Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) determinou, esta quarta-feira, a suspensão da circulação de veículos de manutenção da ferrovia, tal como o que colidiu contra um Alfa Pendular, em Soure, na passada sexta-feira, causando a morte de duas pessoas. A suspensão vai estar em vigor até que sejam adotadas medidas de mitigação de risco.

“O IMT, enquanto autoridade nacional de segurança ferroviária (ASNF), determinou a suspensão da circulação de veículos de manutenção e fiscalização da ferrovia sem o sistema de controlo de velocidade, até que sejam adotadas medidas preventivas, para diminuir o risco de acidente”, refere a entidade numa nota de esclarecimento acerca do acidente em Soure.

"Até que o sistema de proteção automática [nos veículos de conservação da ferrovia] seja implementado, a ANSF exigiu à Infraestruturas de Portugal que sejam adotadas medidas adicionais e complementares mitigadoras de risco que permitam a circulação destes veículos não equipados com CONVEL [sistema de controlo de velocidade]. Até à implementação destas medidas adicionais e complementares mitigadoras do risco, a circulação destes veículos encontra-se suspensa", acrescenta.

Na mesma nota, o IMT revela que recebeu o relatório de investigação do Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e Acidentes Ferroviários, onde se refere que a "ultrapassagem indevida de um sinal na posição de fechado (SPAD) por um Veículo Motorizado Especial (VME), à saída da estação de Soure" veio "demonstrar a urgência da prossecução das ações iniciadas e em curso no âmbito das recomendações emitidas". 

O IMT informa ainda que requereu uma avaliação urgente da “viabilidade da solução e, caso viável, a consequente implementação igualmente urgente" e que as Infraestruturas de Portugal garantem estar a "avaliar a possibilidade de, juntamente com outros parceiros nacionais, estudarem e implementarem uma solução que tire partido da infraestrutura Convel existente e que possa assim mitigar o risco de SPAD [ultrapassagem indevida de um sinal na posição de fechado]". 

"O IMT continuará a avaliar a situação, podendo resultar em novas medidas a adotar", refere.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×