13/8/20
 
 
Bota de Ouro. Cristiano Ronaldo dá o penúltimo passo rumo à liderança

Bota de Ouro. Cristiano Ronaldo dá o penúltimo passo rumo à liderança

AFP Laura Ramires 29/07/2020 23:07

CR7 tem 31 golos e apenas duas jornadas para disputar até ao final do campeonato italiano. Lewandowski (Bayern) lidera corrida com 34 golos, mas já foi apanhado por Ciro Immobile (Lazio), colega de CR7 na Serie A.

 

Cristiano Ronaldo prova diariamente que para ele não existem barreiras intransponíveis no futebol – ou, pelo menos, assim faz parecer. Por esse motivo, a corrida pela Bota de Ouro parece ser um sonho possível de tornar real nas duas jornadas do campeonato italiano que faltam disputar. Depois de a Juventus ter conquistado o nono título consecutivo (e o 36.o da história do clube), o internacional português pode agora concentrar-se nesta meta individual, em que precisa de pelo menos três golos para apanhar Robert Lewandowski (Bayern Munique) e Ciro Immobile (Lazio) na liderança. Ambos apresentam atualmente 34 golos, com uma diferença: o goleador polaco já terminou a época; enquanto o jogador italiano, companheiro de CR7 na Serie A, também goza de mais dois jogos pela frente para ampliar este já impressionante registo.

A Juve volta esta quarta-feira a entrar em ação, na penúltima jornada da prova, com a visita ao Cagliari (14.o na tabela). Depois, no dia 1 de agosto (sábado), fecha a prova com a receção à Roma, que poderá estar ainda a disputar uma vaga para a Europa. Cristiano Ronaldo fez o seu último golo na prova no último jogo, na vitória sobre a Sampdoria, no encontro que sagrou a equipa de Maurizio Sarri eneacampeã italiana. Por sua vez, Immobile assinou um hat-trick na última jornada, na goleada da formação romana ao Verona (5-1), aumentando a distância para o internacional português, agora segundo melhor marcador da prova transalpina. De notar que os dois goleadores da Serie A perseguem ainda outro recorde, o de goleador máximo da competição, que pertence a Gonzalo Higuaín (Juventus), com 36 golos. À semelhança do capitão da seleção portuguesa, também Immobile pode concentrar todos os esforços no troféu individual, uma vez que a Lazio tem pelo menos assegurado o quarto posto na tabela, que também garante acesso direto à Liga dos Campeões 2020/21. Com 75 pontos, a formação romana está em igualdade pontual com a Atalanta, que fecha o pódio, e a apenas um do segundo classificado Inter.

Nos últimos dois desafios, a Lazio vai medir forças com o Brescia (em casa), esta noite, e termina a prova também no próximo sábado, frente ao Nápoles do internacional português Mário Rui.

 

O mérito de Cristiano Ronaldo

Após ter conquistado a Liga italiana pela segunda vez em dois anos, o internacional português pode ouvir rasgados elogios do seu treinador. Para Sarri, “grande parte” do mérito do nono título consecutivo da sua equipa é do português e do argentino Paulo Dybala porque “marcaram a diferença”.

Este foi o primeiro título italiano alcançado por Sarri. “É algo pessoal. Ganhar é difícil e esta equipa há 80 anos que vem ganhando. Cada ano que passa, torna-se mais complicado. Assumir objetivos no desporto é um dos maiores erros. Foi uma Serie A peculiar, longuíssima, duríssima. Ganhámo-la com duas jornadas de antecedência e é um grande mérito do grupo. Depois de oito anos a vencer, não era fácil voltar a fazê-lo”, admitiu.

Porém, a missão que se avizinha parece ser ainda mais complicada, já que começa também a contagem decrescente para a retoma da Champions. A Juve precisa de dar a volta à eliminatória, depois de ter perdido para o Lyon (1-0) na primeira mão dos oitavos-de-final. De notar que a conquista da prova europeia é também um dos objetivos primordiais do emblema de Turim e do atacante luso. Cristiano Ronaldo procura vencer a prova pela sexta vez na carreira, depois de quatro conquistas ao serviço do Real Madrid e uma pelo Manchester United. Além do Juventus-Lyon, faltam ainda decidir mais três jogos dos oitavos: Bayern Munique-Chelsea (alemães venceram por 3-0 em Londres); Barcelona-Nápoles (empate a uma bola em Itália); e Manchester City-Real Madrid (ingleses venceram por 2-1 com reviravolta no Bernabéu). Os jogos da segunda mão estão agendados para os próximos dias 7 e 8 de agosto. Já apurados para os quartos-de-final da prova milionária estão PSG, Atalanta, Atlético Madrid e RB Leipzig.

Recorde-se que os quartos, as meias-finais e a final da competição vão ser disputados em Lisboa (nos estádios da Luz e de Alvalade), entre os dias 12 e 23 de agosto. O Estádio da Luz volta a receber a final da principal prova de clubes a nível europeu, seis anos depois da última vez: em 2014, o Real Madrid conquistou a décima Champions da história do clube após derrotar (4-1) o rival Atlético de Madrid. Já na presente temporada, destaque para o feito alcançado pelos colchoneros do português João Félix, plantel responsável pela eliminação do Liverpool de Jürgen Klopp, que ainda segura o estatuto de campeão europeu, além de novo campeão de Inglaterra. A equipa de Diego Simeone bateu os reds nos oitavos, por 4-2 no conjunto das duas mãos.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×