1/12/20
 
 
Grávidas portuguesas. 160 a 170 mães infetadas

Grávidas portuguesas. 160 a 170 mães infetadas

Marta F. Reis 28/07/2020 10:18

Em todo o mundo registaram-se mais de 150 mortes maternas

SARS-CoV-2 Desde o início da epidemia foi detetada a infeção com o novo coronavírus em 160 a 170 grávidas. O balanço é feito ao i por Diogo Ayres de Campos, secretário-geral da Federação das Sociedades Portuguesas de Obstetrícia e Ginecologia, sublinhando que a maioria dos casos não tiveram complicações e que não se registaram até ao momento mortes maternas relacionadas com a covid-19.

Em todo o mundo registaram-se mais de 150 mortes maternas, 128 no Brasil. No Santa Maria, onde Ayres de Campos dirige o serviço de obstetrícia, de 3 de abril a 31 de maio foram feitos testes a 428 grávidas assintomáticas e só duas testaram positivo, o que confirma a baixa prevalência da infeção na população.

Se o impacto da doença nas grávidas do país tem sido baixo, são agora conhecidos dois casos de possível transmissão de mãe para filho. Um bebé nasceu infetado no Hospital de São Francisco Xavier e, no último fim de semana, o Expresso noticiou a morte de um feto de oito meses no Hospital Amadora-Sintra que acusou positivo para o vírus. Diogo Ayres de Campos defende que é necessário aguardar pela documentação do caso, não sendo conhecida outra morte fetal causada pela covid-19. “A confirmação da infeção pode não significar que tenha sido a causa de morte”, diz. A DGS garantiu ontem que o caso está a ser acompanhado.

Ler Mais


Especiais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×