22/10/20
 
 
Marcelo Rebelo de Sousa promulgou o diploma que reforça posição do Estado na TAP

Marcelo Rebelo de Sousa promulgou o diploma que reforça posição do Estado na TAP

João Amaral Santos 16/07/2020 20:07

O negócio tinha sido aprovado também esta quinta-feira em Conselho de Ministros, e autoriza o Estado a reforçar a posição na TAP para 72,5%.

O Presidente da República promulgou esta quinta-feira o diploma para a compra pelo Estado dos 22,5% do capital da TAP que pertenciam ao principal acionista privado da companhia, David Neeleman, por um valor de 55 milhões de euros.

O negócio tinha sido aprovado também esta quinta-feira em Conselho de Ministros, e autoriza o Estado a reforçar a posição na TAP para 72,5%.

Recorde-se que a saída de Neeleman – a que se soma a saída de Antonoaldo Neves, presidente da comissão executiva – foi uma condição desejada pelo Estado para “libertar” o empréstimo do Estado à TAP de até 1,2 mil milhões de euros, aprovado por Bruxelas, e que inclui ainda um plano de reestruturação que deverá resultar na redução de frota, rotas e postos de trabalho na empresa.

A  nova estrutura acionista da TAP permite ao Estado voltar aos comandos da companhia aérea, com 72,5% do capital da empresa, ficando Humberto Pedrosa com 22,5% do capital, enquanto os restantes 5% se mantêm na posse de trabalhadores.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×