7/3/21
 
 
Regras permanecem as mesmas nos próximos 15 dias: "Embora a taxa de incidência tenha melhorado, não nos deixa tranquilos”

Regras permanecem as mesmas nos próximos 15 dias: "Embora a taxa de incidência tenha melhorado, não nos deixa tranquilos”

Tiago Petinga jornal i 13/07/2020 18:56

A ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, afirmou que taxa de incidência melhorou nas últimas duas semanas no país e nas 19 freguesias da Grande Lisboa, que se encontram em estado de calamidade, mas alerta que não é altura para o Governo ficar "completamente descansado".

A ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, afirmou que há uma tendência descrescente de novos casos de covid-19 em Portugal e na região da Grande Lisboa, onde existem 19 freguesias em estado de calamidade, no entanto, o Governo não considera que seja altura para "ficar completamente descansado" e por isso mesmo decidiu manter as mesmas regras por mais 15 dias. "Achamos que é necessário manter o mesmo nível de vigilância. Embora a taxa de incidência tenha melhorado, ainda não nos deixa tranquilos”, admitiu a ministra, confirmando que a taxa de incidência desceu de 154 para 121 casos por 100 mil habitantes nas últimas duas semanas.

Mariana Vieira da Silva sublinhou ainda que não existem "condições" para mudar a situação em Lisboa e Vale do Tejo, onde foram confirmados os maiores números de casos de covid-19 nas últimas semanas.

Questionada sobre a resposta do SNS, a ministra diz esta situação "está muito controlada". "Sabemos que se avizinham meses que para muitos são de férias, mantemos níveis de equipas para reforçar a partir de setembro a capacidade de resposta", garante Mariana Vieira da Silva.

A governante não deixa de sublinhar que "em qualquer momento que seja necessário definir medidas mais duras" isto será feito e garante que este não é um passo atrás mas sim "a manutenção das medidas que tínhamos até aqui".

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×