13/8/20
 
 
México quer fechar fronteiras com EUA

México quer fechar fronteiras com EUA

Hugo Geada 11/07/2020 19:00

Trump e Obrador reuniram-se, em Washington, para discutir um novo acordo comercial, numa altura em que o México pretende encerrar as fronteiras com os Estados Unidos.

O México quer exigir restrições à entrada de pessoas vindas dos Estados Unidos no seu país. Face à aceleração da pandemia nos EUA, que ultrapassou os três milhões de infeções registadas, com um número recorde de 60 mil novos casos, na quarta-feira, há grande preocupação com a fronteira: os estados mais afetados são sobretudo no Sul, como o Texas e o Arizona, que há umas semanas foram os mais apressados em reabrir.

Segundo a própria embaixada dos EUA no México, centenas de milhares de pessoas têm cruzado a fronteira, apesar de serem apenas permitidas viagens essenciais, pelo menos até 21 de julho. O problema é que os motivos das visitas raramente são questionados pelos guarda-fronteiriços mexicanos: como tal, muitos norte-americanos viajam para passar o fim de semana fora ou ir às compras.

A situação chegou a tal ponto que, no fim de semana passado, os habitantes de Sonoyta usaram os seus próprios veículos para bloquear a estrada que leva à praia de Puerto Peñasco, muito popular entre turistas. Agora, planeiam fazê-lo de novo este fim de semana. disse

«Convidamos os turistas dos EUA a não visitar o México», disse em comunicado o presidente da Câmara da cidade, José Ramos Arzate. «Isto é para salvaguardar a saúde da nossa comunidade, face à aceleração da taxa de transmissão de covid-19 no vizinho estado do Arizona», salientou.

 

O encontro

Depois de um encontro entre o Presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, e o seu homólogo norte-americano, Donald Trump, na quarta-feira, em Washington, o mexicano agradeceu a Trump por não ter tratado o México como uma «colónia» e por ter respeitado a sua condição de «nação independente». «Não nos tratou como uma colónia, pelo contrário, honrou a nossa condição de nação independente. Por isso, estou aqui para expressar ao povo dos EUA que o seu Presidente se comportou para com os mexicanos com gentileza e respeito», destacou López Obrador.

O Presidente dos Estados Unido também deixou elogios, sublinhando a força dos laços entre norte-americanos e mexicanos. «A relação entre os Estados Unidos e o México nunca foi tão boa como é agora», destacou o republicano Trump, eleito em 2016 e que apresentou na ocasião a promessa de construir um muro na fronteira entre os dois países.

«Respeitando a nossa soberania, em vez de nos distanciarmos, estamos a escolher caminhar juntos em direção ao futuro. Estamos a privilegiar a compreensão que nos une e a deixar de lado as diferenças, ou a resolvê-las com diálogo e respeito mútuo», destacou López Obrador.

O novo acordo comercial substitui o Acordo de Livre Mercado da América do Norte (NAFTA, na sigla em inglês), que tinha sido estabelecido em 1994 entre os Estados Unidos, o México e Canadá, os seus dois principais mercados de exportação.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×