15/7/20
 
 
10 de Junho? "É como eu achei que devia ser o 25 de Abril, como achei que devia ser o 1.º de Maio", diz Marcelo

10 de Junho? "É como eu achei que devia ser o 25 de Abril, como achei que devia ser o 1.º de Maio", diz Marcelo

João Porfírio Jornal i 02/06/2020 23:07

Recorde-se que a Presidência da República revelou esta terça-feira que a cerimónia comemorativa do 10 de Junho vai contar apenas com oito presenças, incluindo o chefe de Estado e o presidente desta edição do Dia de Portugal, o cardeal Tolentino Mendonça.

Marcelo Rebelo de Sousa disse, esta terça-feira, que a cerimónia do 10 de Junho, que vai decorrer no Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa, com a presença de apenas oito pessoas, será como achou que devia ter sido o 25 de Abril e o 1.º de Maio.

“O 10 de Junho é como eu achei que devia ser o 25 de Abril, como achei que devia ser o 1.º de Maio", disse Marcelo Rebelo de Sousa, antes de assistir ao espetáculo 'Deixem o Pimba em Paz', no Campo Pequeno, em Lisboa. 

"A alternativa era ter Forças Armadas, centenas de militares a prestar honras militares, desfile e passagem de revista e centenas de personalidades, embaixadores, altas individualidades", disse, realçando que a escolha era  uma “cerimónia simbólica” ou ter uma celebração com "500, 600 pessoas, num espaço muito pequeno". 

Questionado sobre se as suas palavras eram uma crítica à Assembleia da República acerca das comemorações do 25 de Abril, o chefe de Estado negou." O Parlamento esteve muito bem no 25 de Abril", disse, não tecendo qualquer comentário sobre o 1.º de Maio.

Recorde-se que a Presidência da República revelou esta terça-feira que a cerimónia comemorativa do 10 de Junho vai contar apenas com oito presenças, incluindo o chefe de Estado e o presidente desta edição do Dia de Portugal, o cardeal Tolentino Mendonça.

Ma sessão irão participar seis convidados, que correspondem aos primeiros cinco lugares de altas entidades públicas na lista de precedências do Protocolo do Estado. A lista é composta pelo chefe de Estado, no topo, segue-se o presidente da Assembleia da República, o primeiro-ministro, e os presidentes do Supremo Tribunal de Justiça e do Tribunal Constitucional -ambos no quarto lugar - e do Supremo Tribunal Administrativo e do Tribunal de Contas, no quinto lugar.

O 10 de Junho será a primeira data nacional com comemorações da responsabilidade do Presidente da República durante a pandemia. O 25 de Abril foi assinalado na Assembleia da República e do Dia do Trabalhador teve organização sindical.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×