15/7/20
 
 
Infantários reabrem mas só esperam 50% a 60% das crianças

Infantários reabrem mas só esperam 50% a 60% das crianças

Marta F. Reis 01/06/2020 08:37

Terceira etapa do desconfinamento arranca esta segunda-feira com muitos de regresso ao trabalho.

Esta segunda-feira é dia de regresso ao trabalho presencial para muitos portugueses. O Governo não divulgou estimativas de que quantos deverão retomar a atividade normal, mas o teletrabalho passa a ser opcional, à exceção dos grupos de risco que devem permanecer em casa, além de medidas como horários desfasados e turnos em espelho, que já eram seguidos em muitas empresas e instituições. Reabrem também os infantários para crianças do pré-escolar, com as escolas que permaneceram abertas para filhos de trabalhadores essenciais a esperar também alunos cujos pais regressem ao trabalho, ainda que ter filhos em idade escolar continue a ser motivo para os pais se manterem em casa, em teletrabalho ou não.

Luís Ribeiro, presidente da Associação de Profissionais de Educação de Infância, admite que é isso que vai acontecer em muitas famílias, até porque na rede pública os infantários reabrem apenas até 26 de junho, altura em que a resposta passa a ser dada às famílias pelos ATL. Ao i, o representante do setor antevê que famílias que tenham crianças mais pequenas e irmãos em idade escolar sem aulas presenciais e que tenham essa possibilidade deverão continuar com as crianças em casa. A partir do feedback que tem chegado à associação, o setor só está a contar com 50% a 60% das crianças, o que aconteceu também com a reabertura das creches há 15 dias. Uma menor afluência que, por um lado, permitiu que as instituições se adaptassem às novas regras com menor pressão. “A perceção que temos é que tem corrido bem, também porque houve poucas crianças”, diz Luís Ribeiro.

Além dos infantários, esta segunda-feira têm luz verde para reabrir lojas do cidadão, estabelecimentos comerciais com área superior a 400 m2, lojas e restaurantes em centros comerciais (à exceção dos distritos de Lisboa e Setúbal) e é também o dia em que o setor cultural, ao vivo, começa a respirar. Podem reabrir cinemas, teatros, salas de espetáculos e auditórios, com lotação reduzida e novas regras. Em Lisboa, o espetáculo de Bruno Nogueira Deixem o Pimba em Paz reabre o Campo Pequeno e os bilhetes para as apresentações desta segunda e terça-feira esgotaram rapidamente, depois do humorista ter reunido milhares de seguidores no seu programa no Instagram durante o confinamento. Também os ginásios voltam a funcionar, com regras apertadas. Mas os duches no final do exercício vão continuar a ter de acontecer em casa. 

 

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×