4/7/20
 
 
DGS garante que situação de surtos na Grande Lisboa está estável

DGS garante que situação de surtos na Grande Lisboa está estável

Pool/Lusa Jornal i 28/05/2020 15:15

Graça Freitas admite que estão a ser tomadas alguma medidas específicas, mas sublinha que a situação é estável. Sales remete resposta sobre uma eventual adoção de maiores restições na Grande Lisboa para o Conselho de Ministros. 

A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, garantiu, no briefing das autoridades de saúde esta quinta-feira, que a situação da pandemia em Lisboa e Vale do Tejo se mantém “estável”. Sublinhe-se, no entanto que mais de 85% dos novos casos de covid-19 surgiram na região.

“Estão a ser tomadas algumas medidas de caráter preventivo”, afirmou Graça Freitas, referindo-se ao foco no Bairro da Jamaica, no Seixal. “A autoridade saúde local pediu o encerramento dos cafés porque se juntavam muitas pessoas. Se foi pedido esse encerramento, as autoridades policiais podem vigiar esse encerramento”, acrescentou.

O secretário de Estado da Saúde, António Sales, acabou por também se questionado sobre o assunto, sendo confrontado com a possibilidade de a Grande Lisboa ser alvo de um conjunto de medidas diferentes, referida pelo deputado do PSD Ricardo Baptista Leite, à saída da reunião no Infarmed.

O governante preferiu não comentar e remeteu mais explicações após o Conselho de Ministros, que se realizará sexta-feira.

“O Governo disse que iria ponderar uma resposta diferenciada para a região de Lisboa, mas não foi taxativo”, afirmou o deputado social-democrata. Na conferência de imprensa da Direção-Geral da Saúde (DGS), António Lacerda Sales remeteu as decisões a tomar para o Conselho de Ministros, que se realiza na sexta-feira.

Ainda sobre a região da Grande Lisboa, Graça Freitas revelou que foram testados todos os 833 trabalhadores da Sonae na Azambuja, dos quais 175 acusaram presença do coronavírus.

A diretora-geral confirmou ainda a existência de casos positivos num lar em Queluz, onde existe “uma intervenção em curso”, levada a cabo após o diagnóstico positivo de seis colaboradores e de 32 utentes.

Maio foi o mês em que se realizaram mais testes

O secretário de Estado da Saúde, António Sales atualizou, como tem sido habitual, o número de testes já realizados no país que é já superior aos 770 mil, dos quais quase metade, cerca de 45% (363 mil), ocorreram em maio.

Governante aproveitou ainda a ocasião para anunciar a chegada de mais 60 ventiladores a Portugal, vindos da China. No total, já chegaram ao país 163 dos 500 equipamentos encomendados, pouco depois do início do surto.

Para António Sales há que continuar a "trabalhar na capacitação dos serviços de saúde", para o caso de "surgirem eventuais novas fases da pandemia de covid-19".

Quanto ao apoio psicológico do SNS24, o governante adiantou que foram recebidas, na linha criada para o efeito, mais de 12.800 chamadas, das quais 1.200 foram feitas por profissionais de saúde.

Ainda sobre estes profissionais, o responsável adiantou que, dos 3.398 infetados com covid-19, 2.161 já recuperaram.

DGS vai emitir orientações sobre Hidroxicloroquina

Graça Freitas anunciou que será emitida em breve uma recomendação sobre a utilização de hidroxicloroquina no tratamento de doentes de covid-19.

Recorde-se que a substância em causa tem levantado muitas questões e polémicas, após Donald Trump ter louvado a sua eficácia no combate à doença e ter mesmo admitido que tomava.

Entretanto, a OMS suspendeu os ensaios clínicos com o medicamento, após ter havido suspeitas de ligação a um aumento da mortalidade face aos efeitos secundário do medicamento, receitado para outras patologias como a malária. França decidiu mesmo pela sua proibição em doentes covid-19.

Evolução da epidemia em Portugal

O registo de mortes devido à covid-19 subiu esta quinta-feira para um total de 1.369, mais 13 óbitos do que ontem. De acordo com o último boletim epidemiológico, o total de casos confirmados subiu para 31.596, após terem sido diagnosticados mais 304 casos de infeção. 

O número de recuperados subiu para 18.637, mais 288. O total de doentes internados também aumentou pela primeira vez em nove dias, embora seja uma subida ligeira, há mais duas pessoas hospitalizadas devido ao vírus.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×