10/7/20
 
 
Deco recebeu 3500 queixas por compras online até maio

Deco recebeu 3500 queixas por compras online até maio

Jornal i 28/05/2020 10:14

Reclamações neste mercado aumentaram 250% entre janeiro e maio. A oferta de lojas digitais aumentou, durante o contexto pandémico, mas também o número de burlas, em sites de anúncios e redes sociais.

A Deco recebeu 3500 reclamações sobre compras online durante os primeiros cinco meses de 2020, o que significa um aumento de 250% das queixas face ao mesmo período do ano anterior.

Segundo a entidade de defesa do consumidor, as reclamações referem-se, na sua maioria, ao comércio de bens eletrónicos e eletrodomésticos, vestuário, calçado e brinquedos. Numa nota enviada às redações, a Deco refere que “as denúncias mais frequentes estão relacionadas com as dificuldades na contratação, na entrega dos bens e na segurança dos meios de pagamento”.

De acordo com o relatório, a oferta de lojas digitais aumentou – nomeadamente durante o confinamento da população, na sequência da pandemia de covid-19 –  mas também o número de burlas, nomeadamente em sites de anúncios e redes sociais, que levaram a que muitos consumidores tivessem ficado sem o bem e o valor pago.

O contexto pandémico acelerou o crescimento deste mercado, e a Deco lançou o site e-comprascomdireitos.pt, que permite "ao consumidor estar melhor informado e com confiança para comprar online". A plataforma, que conta com o apoio do fundo dos consumidores da Direção Geral do Consumidor, feita em parceria com o .pt, pretende ser um canal privilegiado e direto para os consumidores apresentarem os seus problemas.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×