10/7/20
 
 
Grécia. Corrida contra Portugal para atrair maior número de turistas

Grécia. Corrida contra Portugal para atrair maior número de turistas

AFP Jornal i 27/05/2020 20:43

Os turistas alemães são um dos maiores alvos, tanto dos gregos como dos espanhóis e dos portugueses. Para a Grécia, as exportações do turismo alemão compõem uma boa fatia da sua receita: quatro milhões de alemães visitaram a Grécia no ano passado, gastando 2,9 mil milhões de euros no país do Mediterrâneo.

A Grécia prepara-se para batalhar pela maior fatia de turistas possível, competindo com outros mercados como Portugal e Espanha. Numa corrida para salvar a economia e época de verão, a partir desta semana já foi possível embarcar nos ferries para viajar para as ilhas e esta quarta-feira foi anunciado que o Governo ia permitir, a partir de 15 de junho, a entrada de turistas de 19 países diferentes. 

Os grandes operadores turísticos alemães estão a preparar pacotes agressivos para a Grécia e para as ilhas Baleares, em Espanha (que conseguiram defender-se melhor do vírus do que o continente), informa o jornal grego Ekathimerini.

Os turistas alemães são um dos maiores alvos, tanto dos gregos como dos espanhóis e dos portugueses. Para a Grécia, as exportações do turismo alemão compõem uma boa fatia da sua receita: quatro milhões de alemães visitaram a Grécia no ano passado, gastando 2,9 mil milhões de euros no país do Mediterrâneo. No total, em 2019, a Grécia recebeu 33 milhões de pessoas, gerando 19 mil milhões de euros de receitas, segundo a Reuters.

A Grécia permite, neste momento, que os cidadãos de todos os países da União Europeia, com exceção para Itália, Espanha e Países Baixos, viajem para Atenas, desde que entrem em confinamento durante duas semanas. 

Mas, esta quarta-feira, Kyriakos Mitsotakis, primeiro-ministro grego, disse que ia permitir aos turistas alemães, incluindo os oriundos de outros 18 países, como israelitas e cipriotas, que visitem o país sem terem de entrar em quarentena - o levantamento desta restrição estava planeado para dia 1 de julho e Portugal não está incluído na lista dos 19. O chefe do Executivo grego adiantou também que os voos internacionais para Tessalónica iam ser retomados no dia 15 de junho; para as ilhas, a retoma está prevista para dia 1 de julho. 

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×