10/7/20
 
 
É preciso perder o medo do virus

É preciso perder o medo do virus

Vítor Rainho 26/05/2020 09:49

Há quem decida entrar com a máscara colocada e faça o pedido dessa forma. Mas mal chegam as bebidas e a comida, torna-se impossível mantê-la. Qual então a necessidade de entrar no restaurante com tal adereço?

As medidas aconselhadas ou impostas pelo Governo e pelas autoridades de saúde podem ter as melhores intenções, mas acabam por ser incongruentes em muitos casos. Vejamos uma ida ao restaurante.

Há quem decida entrar com a máscara colocada e faça o pedido dessa forma. Mas mal chegam as bebidas e a comida, torna-se impossível mantê-la. Qual então a necessidade de entrar no restaurante com tal adereço? Que os empregados sejam obrigados, percebe-se, mas para os clientes não faz sentido algum. A não ser que durante o tempo em que fazem o pedido se tornem imunes a eventuais vírus...

Nota-se, pois, nesses locais algum desnorte de clientes mais papistas que o papa que olham para os sem máscara como sendo uns criminosos. Como se, quando bebem ou comem, estivessem ainda protegidos pelo adereço do Zorro.

Ninguém sabe se vai haver ou não uma segunda vaga, embora a maioria acredite que sim, e de uma forma mais violenta. Como não sou cientista, apenas acho que está na altura de começarmos a viver e a correr riscos, pois não faz sentido continuarmos com as nossas vidas suspensas apenas por questões relacionadas com a capacidade dos hospitais de resposta à pandemia.

Leia o artigo completo na edição impressa do jornal i. Agora também pode receber o jornal em casa ou subscrever a nossa assinatura digital.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×