12/7/20
 
 
Fogos novos licenciados caem 32% em março

Fogos novos licenciados caem 32% em março

Jornal i 25/05/2020 12:17

Já o novo crédito concedido pelas instituições financeiras para aquisição de habitação até março registou um crescimento de 21,2%.

Nos primeiros três meses deste ano, as licenças emitidas pelas câmaras municipais para obras de construção e reabilitação de edifícios habitacionais diminuiram 5,6%, em termos homólogos, “fruto de uma forte quebra de 19,1% no mês de março que veio inverter a tendência de crescimento”, anunciou a Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas (AICCOPN).

Também os fogos licenciados assistiram a uma quebra de 6,1% no primeiro trimestre, “em resultado de uma forte contração de 32% registada no mês de março”.

No mesmo período, o consumo de cimento no mercado nacional registou um crescimento de 5,6% que foi impulsionado pelo aumento, em termos homólogos, de 6,6% no mês de março.

Já o novo crédito concedido pelas instituições financeiras para aquisição de habitação até março, registou um crescimento de 21,2% em termos homólogos para 2.848 milhões. “Analisando unicamente o mês de março observa-se um crescimento (9,4%), que embora relevante é significativamente inferior às variações registadas nos 6 meses anteriores”, explica a AICCOPN.

A avaliação imobiliária da habitação efetuada para efeitos de crédito bancário apurou um valor mediano de 1110 euros por metro quadrado em março, o que traduz um aumento de 10,3%, face aos 1006 euros por metro quadrado apurados no mês homólogo. “Em termos mensais apurou-se a primeira variação negativa desde janeiro de 2016”.

O destaque, segundo a AICCOPN vai para os Açores onde o número de fogos licenciados em construções novas nos doze meses terminados em março deste ano totalizou 520, o que traduz um aumento de 10,4% face aos 471 alojamentos licenciados nos 12 meses anteriores.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×