6/6/20
 
 
Regresso dos emigrantes ao país "será feito em segurança", afirma António Sales

Regresso dos emigrantes ao país "será feito em segurança", afirma António Sales

Pool/Lusa jornal i 22/05/2020 14:53

Graça Freitas e António Sales abordaram várias questões esta sexta-feira, durante o balanço diário realizado pelas autoridades de saúde portuguesas, como o surto na Azambuja e no Hospital Santa Maria. Falou-se ainda do regresso dos emigrantes ao país durante o verão e da chegada de novos ventiladores para reforçar o SNS. 

Segundo o boletim da situação epidemiológica em Portugal, revelado esta sexta-feira, 1.289 pessoas morreram infetadas com o novo coronavírus desde o início do surto no país, dos quais 12 foram confirmados nas últimas 24 horas.

Registaram-se ainda mais 288 novos casos, elevando o total de diagnósticos positivos para 30.200. Por outro lado, mais de 1000 pessoas venceram a doença nas últimas 24 horas: 7.590 pessoas encontram-se recuperadas do novo vírus, das quais 1.130 recuperaram da doença desde ontem. Atualmente estão internados 576 doentes, menos 32 do que ontem. 84 encontram-se em Unidades de Cuidados Intensivos, menos oito face ao balanço anterior.

António Sales anunciou, esta sexta-feira, que as estruturas adaptadas para recolher pessoas que não têm condições para cumprir o isolamento estão isentas do pagamento de taxas até ao final do ano.

Sobre a chegada de material para combater a covid-19, o secretário de Estado da Saúde afirma que chegaram 44 novos ventiladores ao país, dos quais 20 destinam-se ao Centro Hospitalar Universitário do Algarve. Os restantes serão distribuídos por “diferentes unidades do SNS”.

Depois de a Ordem dos Enfermeiros se ter queixado que muitos dos profisisonais de saúde que estiveram na linha da frente de comabte à covid-19, os jornalistas questionaram António Sales sobre esta questão. O secretário de Estado da Saúde diz que não tem conhecimento da situação, mas garante que a queixa será analisada. 

Eduardo Cabrita afirmou, esta sexta-feira, que é possível que os emigrantes tenham permissão para vir a Portugal este verão, devido à evolução positiva do novo coronavírus no país. Sobre esta afirmação, António Sales disse estar confiante de que será “feito em segurança”, perante “a consciência cívica e social do nosso povo”.

Questionada sobre o surto na Sonae, na Azambuja, Graça Freitas confirmou a existencia de 76 casos positivos, mais seis do que os confirmados na quinta-feira. A diretora-geral da Saúde volta a garantir aos jornalistas que todos os trabalhadores se encontram "bem".  Graça Freitas revelou ainda que há mais duas empresas com casos positivos na Azambuja. “Numa há dois positivos e noutra três”, explicou,  sem especificar de que empresas se tratam. “Todos os contactos, estão a ser acompanhados e rastreados habitantes e pessoas da comunidade", garantiu.

Sobre o surto no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, que afetou 11 profissionais e três doentes, e levou ao encerramento da unidade de pneumologia do hospital, Graça Freitas afirma que será feita "uma descontaminação" e que é esperado que esta volte a abrir no próximo dia 26, segunda-feira.  Apesar do surto na Azambuja, responsável pelo aumento do número de casos diários, especialmente na região de Lisboa e Vale do Tejo, a diretora-geral da Saúde garante que a "transmissão já foi mais intensa” no resto do país. 

 

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×