5/8/21
 
 
Ana Mendes Godinho anuncia que 10 mil funcionários de creches já realizaram testes ao novo coronavírus

Ana Mendes Godinho anuncia que 10 mil funcionários de creches já realizaram testes ao novo coronavírus

jornal i 13/05/2020 20:05

Ana Mendes Godinho reforçou a ideia que o regresso aos estabelecimentos será feita de forma faseada e que muitas crianças não vão voltar às creches no dia 18 de maio.

Dez mil funcionários de creches já realizaram testes de despiste à covid-19 até esta quarta-feira, de acordo com a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho.  "A opção foi realizar testes aos trabalhadores que retomam o trabalho já no dia 18 de maio e, desde há uma semana, já foram realizados cerca de 10 mil testes em todo o país”, disse a ministra Ana Mendes Godinho, durante uma visita ao Centro Infantil Quinta dos Pardais, em Albufeira, no distrito de Faro.

Ana Mendes Godinho afirma que não tem conhecimento sobre o resultados dos testes efetuados aos funcionários das creches e afirma que a prioridade do Governo é garantir " a segurança e cautela" na reabertura das creches e por isso todos os casos positivos que existam vão ser isolados. 

Questionada sobre as recomendações e orientações anunciadas pela Direção-Geral da Saúde para o funcionamento daqueles espaços para crianças, que despoletou várias reações negativas, a ministra sublinhou que são “orientações para que a reabertura se faça de forma segura e tranquila, com uma grande mobilização de todos os intervenientes”.

Depois de a Associação de Creches e de Pequenos Estabelecimentos de Ensino Particular (ACPEEP) ter feito um levantamento junto de cerca de 90 creches e afirmado que a grande maioria das crianças não vai regressar às instituições na próxima segunda-feira, dia 18 de maio - por exemplo, uma das creches inquiridas, que tem inscritas mais de 50 crianças, só irá ter quatro crianças na instituição a partir de segunda-feira - Ana Mendes Godinho reforçou também a ideia que o regresso aos estabelecimentos será feita de forma faseada. 

A ministra salienta que os trabalhadores das creches que têm filhos e que optem por ficar em casa ou por impedimento legal, vão dispor de apoios do Governo. "Há essa medida para os funcionários das creches, e naturalmente será também cada creche a fazer a gestão dos funcionários em função das necessidades que vão ter, nomeadamente o número de alunos que vão ter. Portanto, isto será feito de uma forma faseada e certamente a gestão dos trabalhadores será feita em função de cada creche e do número de crianças que vão retomando. Esse é modelo que deve ser adaptado em função de cada caso concreto e do número de crianças”, frisou.

 

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×