23/7/21
 
 
DGS já publicou as orientações para a reabertura das creches

DGS já publicou as orientações para a reabertura das creches

Jornal i 13/05/2020 12:29

Espaços reabrem na próxima segunda-feira.

A DGS publicou, esta quarta-feira, as orientações com as medidas a adotar pelas creches, no contexto da reabertura no dia 18 de maio, próxima segunda-feira.

O documento pode ser dividido em duas partes, a primeira diz respeito à preparação da reabertura, nesse sentido as creches devem ativar e atualizar os seus Planos de Contingência, que devem contemplar os procedimentos a adotar perante um caso suspeito de covid-19 e a definição de uma área de isolamento adequada, entre outras medidas.

Na segunda parte, sobre o novo funcionamento dos espaços, a DGS faz saber que deve haver uma redução do número de crianças por sala para facilitar o distanciamento entre as mesmas, sem comprometer o normal funcionamento das atividades lúdico-pedagógicas.

As crianças e funcionários devem ser organizados em salas fixas, sendo que a cada funcionário deve corresponder apenas um grupo, e os espaços devem ser definidos de acordo com a divisão, para que não haja contacto entre pessoas de grupos diferentes. Se existirem espaços que não estão a ser utilizados, quer pela suspensão de atividades, quer pelo encerramento de respostas sociais, poderá ser equacionada a expansão da creche para esses espaços. Todos os funcionários devem usar máscara cirúrgica de forma adequada.

Para evitar o cruzamento entre pessoas, a orientação estabelece a definição de horários de entrada e de saída desfasados. À chegada e saída da creche, as crianças devem ser entregues/recebidas individualmente pelo seu encarregado de educação, ou pessoa por ele designada, à porta do estabelecimento, evitando, sempre que possível, a circulação dos mesmos dentro da creche.

O calçado deve ser deixado à entrada, podendo ser solicitado aos encarregados de educação que levem calçado extra (de uso exclusivo na creche).

As crianças não devem levar brinquedos ou outros objetos não necessários de casa. Na hora da sesta, deve existir um colchão para cada criança e garantir que é sempre o mesmo, deve ainda manter-se a posição dos pés e das cabeças alternadas.

No período de refeições, a deslocação para a sala deve ser faseada para diminuir o cruzamento de crianças e os lugares devem estar marcados.

Veja aqui o documento completo.
 

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×