26/10/21
 
 
Rússia. Três profissionais de saúde críticos do Kremlin caem da janela

Rússia. Três profissionais de saúde críticos do Kremlin caem da janela

DR Jornal i 05/05/2020 20:45

O infortúnio bate à porta de quem questiona a resposta russa à pandemia de coronavírus.

Desde o início da pandemia, três profissionais de saúde caíram de janelas após criticarem publicamente a resposta das autoridades russas à covid-19. O último incidente ocorreu no sábado. O paramédico em questão, Alexander Shulepov, de 37 anos, ficou em estado crítico, com uma fratura craniana, após cair do segundo andar do seu hospital, na região rural de Voronezh, segundo a televisão Vesti Voronezh. As duas vítimas anteriores, ambos médicos, faleceram.

O departamento regional de saúde declarou à CNN que Shulepov foi “vítima de um acidente devido à sua própria falta de cautela”. Mas não conseguiu apagar as questões quanto aos acidentes que tendem a sofrer opositores do Kremlin.

Menos de duas semanas antes da queda, Shulepov gravou um vídeo com um colega, Alexander Kosyakin, queixando-se que o seu chefe o obrigava a continuar a trabalhar, conduzindo uma ambulância, apesar de ter dado positivo à covid-19. Três dias depois, as suas queixas sumiram-se: Shulepov divulgou um vídeo em que negava as suas acusações “emocionais”, segundo o Moscow Times. Estava acompanhado do diretor do seu hospital, Igor Potanin, que garantiu que, afinal, havia equipamento de proteção para todos.

Já Kosyakin enfrenta a acusações de divulgar fake news sobre a covid-19, punível com até cinco anos de prisão. Há uns dias, o seu amigo Shulepov estava “quase a receber alta do hospital. E de repente isto aconteceu, não é claro porquê, há tantas questões para as quais não tenho resposta”, disse à CNN.

Já Elena Nepomnyashchaya, diretora do hospital de Krasnoyarsk, na Sibéria, que caiu de uma janela a 1 de maio, também se queixava da falta de material de proteção individual. Terá sido por isso que se opôs a converter o seu hospital para enfrentar a doença. A queda terá acontecido no meio de uma reunião com dirigentes de saúde regionais, segundo a TVK Krasnoyarsk.

Antes de Nepomnyashchaya, também Natalya Lebedeva, médica em Star City (arredores de Moscovo), a principal base de treino de astronautas russos, caíra da janela, a 24 de abril

Ler Mais


Especiais em Destaque

×

Pesquise no i

×