29/11/20
 
 
Apesar de levantamento do Estado de Emergência, parquímetros da EMEL continuam a não ser pagos

Apesar de levantamento do Estado de Emergência, parquímetros da EMEL continuam a não ser pagos

jornal i 04/05/2020 17:07

O regresso da fiscalização estará dependente “da celeridade com que as atividades económicas regressem à normalidade"e  será uma decisão tomada em conjunto com a CML, segundo fonte da EMEL.

O pagamento de parquímetros em Lisboa está suspenso desde março, devido ao aparecimento da covid-19. Fernando Medina, o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, tinha dito que a suspensão se iria manter até ao fim do Estado de Emergência, que terminou este sábado, dia 2 de maio. No entanto, o estacionamento continua a não ser pago e não há data de previsão para quando voltará a ser.  
 
Segundo declarações de uma fonte da EMEL à revista Sábado, o regresso da fiscalização estará dependente “da celeridade com que as atividades económicas regressem à normalidade". A decisão sobre o regresso da EMEL será tomada em conjunto com a CML" apenas "quando se mostrar pertinente". 

"A data de início de regresso à atividade da EMEL, em termos de fiscalização/cobrança de estacionamento, será alinhada com a Câmara Municipal de Lisboa e quando se mostrar pertinente o regresso à atividade, o que estará dependente da celeridade com que as atividades económicas regressarem à normalidade e as questões inerentes à mobilidade se voltarem a colocar no espaço urbano", afirmou a mesma fonte à Lusa. 
 

Ler Mais


Especiais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×