7/8/20
 
 
Lucro do Barclays cai 42% no primeiro trimestre de 2020

Lucro do Barclays cai 42% no primeiro trimestre de 2020

Jornal i 29/04/2020 15:49

Em comunicado enviado à Bolsa de Valores de Londres, o Barclays indicou que o lucro atribuído entre janeiro e março de 2020 foi de 695 milhões de euros, uma queda significativa face ao valor de 1 193 milhões de euros do período homólogo

O lucro do Barclays recuou 42% no primeiro trimestre de 2020, em comparação com igual período do ano passado. Em comunicado enviado esta quarta-feira à Bolsa de Valores de Londres, o Barclays indicou que o lucro atribuído entre janeiro e março de 2020 foi de 695 milhões de euros, uma queda significativa face ao valor de 1 193 milhões de euros do período homólogo.

O lucro antes de impostos atingiu os 1 049 milhões de euros no primeiro trimestre de 2020, uma queda de 38% em relação aos primeiros três meses de 2019.

A receita total atingiu os 7 225 milhões de euros, um aumento de 20% em relação ao ano anterior, enquanto a receita operacional líquida foi de 4 793 milhões de euros, uma queda de 13% relativamente ao primeiro trimestre de 2019.

A relação custo-benefício foi de 52% no primeiro trimestre de 2020, em comparação com os 62% do período homólogo, enquanto a taxa de depósito de empréstimos se fixou em 79% (82% no ano passado). Em relação ao nível de solvência, o índice de capital CET1 foi de 13,1%, comparado a 13,8% no ano passado, e o Nível 1 foi de 16,6% no primeiro trimestre deste ano, em comparação com 17,7 % do período homólogo.

O presidente executivo do Barclays, James Staley, disse que o banco está empenhado em apoiar os clientes e a economia do Reino Unido perante a atual crise de coronavírus. “Numa situação como a pandemia de covid-19, todos estão focados no que é realmente importante no momento. Para nós, isso significa gerir o banco com segurança e solidez, ajudando nossos clientes”, afirmou.

O responsável acrescentou que o impacto da crise da pandemia chegou ao fim de um bom trimestre para o banco e enfatizou que a força do Barclays reside na sua diversificação por negócios, geografia e moeda, o que lhe permite ser forte diante da desaceleração económica.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×