26/09/2022
 
 
Nuno Dias 29/04/2020 13:41
Nuno Dias

opiniao@ionline.pt

Taremi - O espião iraniano

Taremi está sempre a espiar um espaço livre nas linhas mais recuadas do "inimigo", constantemente à procura de um terreno de ninguém que possa invadir com minúcia e precisão

Uma descoberta preciosa de Carlos Carvalhal. E é justo que se comece com uma referência ao treinador que "ofereceu" ao futebol português um jogador de qualidade, um avançado que o próprio Carvalhal não acreditava ser possível convencer a aceitar a proposta do Rio Ave. Mas veio e em boa hora. Taremi é craque. Estamos de acordo?

Taremi é um marcador de golos. Mas é, sobretudo, um foco de desestabilização, uma dor de cabeça permanente para quem tem de estar de guarda às suas imprevisíveis manobras. Basta lembrarmo-nos do que aconteceu em Alvalade e o que sofreu o experiente... Sebastian Coates! Taremi está sempre a espiar um espaço livre nas linhas mais recuadas do "inimigo", constantemente à procura de um terreno de ninguém que possa invadir com minúcia e precisão. Taremi é tudo isso. Eficácia nas ações, garantia de sucesso na finalização, mas também sinónimo de maior qualidade do jogo coletivo. E este Rio Ave, quinto da geral, tem inegável qualidade, muito pela competência de Carlos Carvalhal, que soube aperfeiçoar ainda mais o futebol já de si positivo que os vilacondenses há muito apresentam.

Internacional iraniano (15 golos em 31 jogos), potenciado também por Carlos Queirós, Mehdi Taremi fez grande parte da sua "vida" no Irão, de onde saiu para uma produtiva experiência no Al-Gharafa, do Catar - 42 jogos e 21 golos foram um "upgrade" no currículo e garantia de que o melhor jogador iraniano a atuar no estrangeiro esta época (eleito pela imprensa do seu país) teria tudo para vingar no campeonato português. Não admira, por isso, que o Sporting tenha tentado garantir os seus serviços no mercado de Janeiro. Percebe-se o porquê. A qualidade não engana.

Taremi revela grande inteligência emocional em campo. Analisa atentamente o adversário, dispende bem dos seus próprios recursos, acrescenta ao jogo a dose de imprevisibilidade que torna o futebol (digo eu) o mais apaixonante dos desportos. Aos 27 anos, Vila do Conde pode muito bem ser a porta para um futuro ainda mais ambicioso. Seja por nova investida leonina, seja pela exposição que já teve e que, certamente, despertou a atenção de mais gente sempre muito curiosa com o que acontece no mercado português...

B. I.

Medhi Taremi
Idade: 27 anos
Valor de Mercado: 3,2 M€*
Jogos: 27
Minutos: 1972
Golos: 11
Assistências: 5

*Fonte: Transfermarkt

 

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline