15/7/20
 
 
Turismo de Portugal cria selo de qualidade para relançar setor

Turismo de Portugal cria selo de qualidade para relançar setor

Jornal i 24/04/2020 15:44

O selo “Clean & Safe” pode ser obtido online a partir de hoje, nas plataformas digitais do Turismo de Portugal, tendo as empresas de submeter uma declaração de compromisso. De futuro, serão realizadas auditorias aleatórias aos estabelecimentos que adiram à iniciativa.

O Turismo de Portugal vai atribuir o selo “Clean & Safe” a empreendimentos turísticos, empresas de animação turística e agências de viagem, um reconhecimento que exige às empresas um protocolo interno de higienização para evitar riscos de contágio, informou esta sexta-feira.

“Este reconhecimento tem a validade de um ano, é gratuito e opcional, e exige a implementação nas empresas de um protocolo interno que, de acordo com as recomendações da Direção-Geral da Saúde, assegura a higienização necessária para evitar riscos de contágio e garante os procedimentos seguros para o funcionamento das atividades turísticas”, explicou o Turismo de Portugal em comunicado.

O selo “Clean & Safe” pode ser obtido online a partir de hoje, nas plataformas digitais do Turismo de Portugal, tendo as empresas de submeter uma declaração de compromisso. De futuro, serão realizadas auditorias aleatórias aos estabelecimentos que adiram à iniciativa.

Nova "call" apoia projetos inovadores. Entretanto, o Turismo de Portugal lançou esta sexta-feira uma nova “call” destinada a startups com potencial para dinamizar projetos inovadores turísticos com limite de 100 mil euros por iniciativa.

Segundo a secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, presente esta sexta-feira no webinar de apresentação da nova “cal” Fostering Innovation in Tourism (FIT), o programa (lançado em 2016) estará aberto até dia 21 de maio para receber candidaturas, sendo a expectativa que os acordos de investimentos possam ser firmados “ainda no mês de setembro”.

Os projetos deverão ter potencial para contribuir para o desenvolvimento da oferta turística do país, para aumentar a competitividade das empresas no setor e para melhorar a experiência do turista e subir o seu grau de satisfação.

Desde o seu início, este programa já envolveu 897 startups e projetos, que totalizaram um investimento de 5,1 milhões de euros, a que correspondeu um incentivo de três milhões de euros.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×