26/5/20
 
 
Maçonaria. Eleições para escolher grão-mestre do GOL foram adiadas

Maçonaria. Eleições para escolher grão-mestre do GOL foram adiadas

Miguel Silva Luís Claro 08/04/2020 08:30

Maçonaria interrompe os trabalhos por causa da pandemia. Ainda não há data para escolher novo líder.

As eleições para escolher o sucessor de Fernando Lima à frente do Grande Oriente Lusitano (GOL) foram desconvocadas. Os maçons tinham previsto escolher o próximo grão-mestre do GOL no dia 6 de junho, mas já foram informados de que o ato eleitoral só poderá realizar-se quando o país ultrapassar a pandemia.

O grão-mestre do GOL comunicou a todos os elementos da organização, através de uma mensagem a que o i teve acesso, que “quando estiverem reunidas condições, serão convocadas eleições”. Fernando Lima justifica a decisão com o facto de todo o processo eleitoral “implicar a colocação em risco da saúde e, consequentemente, da vida” dos maçons. Na prática, esta decisão vai prolongar o mandato de Fernando Lima, que está há nove anos à frente do GOL.

O GOL já tinha tomado várias medidas para prevenir a propagação do coronavírus. Não só o congresso foi adiado e o Museu Maçónico Português encerrado como todos os trabalhos foram interrompidos. “Os trabalhos estão parados. Não podemos reunir-nos enquanto durar esta situação. Aqui não pode haver teletrabalho”, diz ao i um elemento do GOL.

Outra decisão da maçonaria foi perdoar as quotas aos elementos que perderam rendimentos devido à crise provocada pelo coronavírus. Os maçons dão, em média, uma contribuição de 22,5 euros, mas “uma medida excecional” dispensa os elementos do GOL com dificuldades de pagar essa mensalidade.

Numa mensagem enviada aos maçons são definidas as condições em que essa medida pode ser aplicada. “Todos os obreiros que tenham perda efetiva total ou substancial de rendimento em consequência das limitações ao exercício da sua atividade profissional resultante da pandemia” podem solicitar a dispensa desse pagamento. Na mensagem, enviada pelo grão-mestre do GOL, é dada a garantia de que “os maçons não são indiferentes às alterações profundas que estão a operar-se no nosso modo de vida, e muito menos imunes ao abrandamento económico”. Por último, o GOL decidiu criar uma linha de apoio com “profissionais habilitados” destinada a dar informação sobre a covid-19 aos maçons e familiares mais próximos.

“Ambiguidades e sussurros” Ainda não se sabe quando vão realizar-se as eleições para escolher o grão-mestre do GOL, mas Fernando Lima já anunciou internamente que não tenciona recandidatar-se ao cargo. Numa mensagem enviada aos elementos do GOL, no mês de fevereiro, Lima declarava “total indisponibilidade para continuar”. O objetivo dessa mensagem foi acabar com “ambiguidades, inverdades, sussurros, notícias inexatas ou perturbadoras”. O grão-mestre apelou a que “os caminhos que o GOL vem trilhando prossigam”.

Fernando Lima já cumpriu três mandatos. Desde o 25 de Abril, foi o grão-mestre que mais tempo esteve à frente do GOL. Luís Claro

 

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×