5/6/20
 
 
Lee Fierro. A mulher cuja icónica chapada continua a ecoar nos dias de hoje

Lee Fierro. A mulher cuja icónica chapada continua a ecoar nos dias de hoje

DR Hugo Geada 07/04/2020 08:43

A atriz tinha 91 anos quando morreu, devido a complicações geradas pela covid-19. O seu papel mais memorável foi o de Mrs. Kinter no filme Tubarão.

Lee Fierro morreu na sequência de complicações devido à covid-19, conforme adianta o The Martha’s Vineyard Times. Segundo a publicação, Fierro estava a ser assistida no Ohio, para onde se mudou em 2017, com o objetivo de estar mais próxima da família. A atriz de 91 anos tinha cinco filhos, sete netos e sete bisnetos, que recordarão para sempre o seu legado. Apesar de só constar nos créditos de três longas-metragens (isto sem falar dos documentários sobre o making-off do primeiro blockbuster da história, o Tubarão, de Spielberg), Lee Fierro é a protagonista de uma das cenas mais icónicas da história de Hollywood. Fierro interpretava o papel de Mrs. Kintner, mãe de Alex (Jeffrey Voorhees), a segunda vítima no filme de 1975. Após o funeral do filho, a mulher aproxima-se do chefe da polícia, Brody (Roy Scheider), levanta o véu negro e pergunta: “Você é o Chefe Brody?”. Ao receber uma resposta afirmativa, procede a dar um estalo ao homem por ter permitido que as pessoas continuassem a frequentar a praia apesar da ameaça do tubarão. “Você sabia que era perigoso! Mas deixou as pessoas irem nadar na mesma. O meu filho está morto, quero que saiba isso”.

Apesar de antes de Tubarão não ter tido nenhum papel no cinema, Lee Fierro era uma importante presença nas artes cénicas da ilha Martha’s Vineyard, no Massachusetts, local onde o filme de Spielberg foi rodado, e trabalhou no Island Theatre Workshop durante mais de 40 anos (25 deles como diretora artística e presidente). E continuou a ajudar a instituição para lá dos seus 80 anos. Segundo o Times, ao longo desses anos a atriz serviu de mentora a mais de mil crianças.

Lee Fierro tinha treino na representação, especialmente no teatro, e durante as rodagens reagiu mal às correções que o então jovem Steven Spielberg lhe fazia. Nicole Galland, autora e residente na ilha, recorda que por diversas vezes tinha de lhe dizer: “Lee, tu não estás na Broadway, [precisamos de um tom mais calmo]”.

Décadas depois da estreia do filme, Lee foi a um restaurante de marisco e reparou que no menu existia uma sanduíche chamada “Alex Kintner Sandwich”. Depois de comentar com um trabalhador que ela tinha feito o papel de mãe de Alex, o trabalhador disse para ela aguardar e voltou com o dono do restaurante, que era o próprio Jeffrey Voorhees. Os dois não se viam desde o final das gravações de Tubarão.

Para além deste filme, Fierro ainda voltou a representar o papel de Mrs. Kintner em Tubarão IV – A Vingança, realizado por Joseph Sargent em 1987 (considerado o 28.o pior filme de sempre pelo IMDB), e The Mistover Tale, de Harry Tappan Heher, em 2016, o seu terceiro e último filme, também filmado em Martha’s Vineyard.

Segundo Nicole Galland, Lee Fierro ficou surpreendida por o seu legado ficar eternamente ligado ao Tubarão: “Ela ficou impressionada com isso. Achava isso realmente divertido”, afirmou a autora . “Dizia: ‘Se me dissessem que [seria pelo Tubarão] que eu ficaria conhecida, não iria acreditar’”.

 

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×