25/10/20
 
 
Graça Freitas presta homenagem a Catarina Sena. "Era a ação e a energia, a resistência e a luta"

Graça Freitas presta homenagem a Catarina Sena. "Era a ação e a energia, a resistência e a luta"

Marta F. Reis 06/04/2020 22:46

Subdiretora-geral da Saúde morreu esta segunda-feira aos 47 anos, vítima de doença prolongada. Era há vários anos braço direito de Graça Freitas e uma das dirigentes de topo da DGS, onde nunca deixou de trabalhar apesar da doença. Graça Freitas publicou na noite de segunda-feira um texto de homenagem à colega e amiga.

Graça Freitas publicou esta noite um texto de homenagem a Catarina Sena, subdiretora-geral da Saúde, que morreu esta segunda-feira vítima de doença prolongada. "Serviu o País com inteligência, lealdade, e profundo sentido do dever de bem servir e deixa os colaboradores da Direção-Geral da Saúde de luto profundo", escreve a diretora-geral da Saúde, que recorda a colega e amiga como uma companheira perfeita ao longo dos últimos anos.

"Era verdadeiramente extraordinária na inteligência rápida e certeira, pensava bem e agia bem. A Catarina era a ação e a energia, a resistência e a luta, qualidades, aliás, que se viam na passada larga, na impaciência criativa, no pensamento, nos cálculos, na escrita, nos projetos, nos planos e nos empreendimentos. Era uma força na nossa casa", lê-se na homenagem publicada pela diretora-geral da Saúde no site da DGS.

Catarina Sena, de 47 anos, era subdiretora-geral da Saúde desde 2008, percurso que fez ao lado de Graça Freitas, que assumiu o cargo de diretora-geral da Saúde em 2018. 

Graça Freitas recorda o entusiasmo de Catarina Sena pelo trabalho e a sua personalidade. Por vezes uma figura mais discreta, era uma mulher determinada. "A Catarina sabia muito, da profissão e da vida, era culta, curiosa e estudiosa, pensava bem, agia bem, com justiça e objetividade. Lia bem o mundo. Tinha pensamento estratégico e veia de fazedora, era pragmática e ambiciosa na vontade de fazer melhor. Era uma profissional brilhante e incansável, mesmo doente, foi sempre brilhante e incansável", escreve Graça Freitas. "Marcou a sua vida profissional por uma elevação ímpar, mesmo durante o período de doença."  

"Ofereceu-me uma oliveira, chorou comigo e por mim, trabalhou comigo, ajudou-me muito, mas muito, uma companheira perfeita. Fazes-me uma falta incalculável. Espero ter estado à tua altura", conclui Graça Freitas, salientando a gratidão dos colaboradores da DGS e da instituição a Catarina Sena e endereçando à família e amigos condolências. 

 

 

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×