29/9/20
 
 
Nova orientação da DGS alarga recomendação do uso de máscaras

Nova orientação da DGS alarga recomendação do uso de máscaras

AFP Jornal i 03/04/2020 16:05

Autoridade de saúde faz uma lista de situações em que é aconselhável o uso da máscara cirúrgica. Saiba se a deve usar.

A Direção-Geral da Saúde (DGS) publicou, esta sexta-feira, uma nova norma sobre a utilização de máscara como forma de proteção à pandemia do novo coronavírus. Assim a sua utilização foi alargada "fora das instituições de saúde" e a quem faça “atendimento ao público".

Sob o título: ‘Equipamentos de Proteção Individual para Não Profissionais de saúde’, a nova recomendação da autoridade de saúde estabelece que a máscara cirúrgica é "aconselhada fora das instituições de saúde", para os que contactem diretamente ou “com doentes suspeitos ou confirmados de covid-19", ou "com material utilizado por estes doentes", o que inclui bombeiros, serviços de "limpeza e lavandaria", profissionais ou voluntários de lares ou "pessoas institucionalizadas", ou de apoio "aos sem-abrigo" e funcionários de morgues ou cemitérios.

O documento da DGS inclui mesmo uma lista dos "grupos profissionais, tarefas ou situações em que pode ser aconselhado o uso de máscara cirúrgica": guardas prisionais, forças de segurança, profissionais de alfândegas, aeroportos e portos e manutenção de ar condicionado; distribuição de bens essenciais ao domicílio; profissionais de limpeza de ruas e recolha de resíduos urbanos.

O “atendimento ao público” também está referido na norma, "quando não seja possível a instalação de barreira física". No entanto, a DGS não é explicita quanto à utilização de máscara nas caixas de supermercados, padarias ou serviços de take away.

Veja a nova recomendação na íntegra

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×